bikextransito.jpg 

Vou inaugurar uma categoria nova aqui. Embora não fosse esse o meu objetivo no início, depois de levar várias fechadas de automóveis a ônibus ontem de noite, realmente me irritei.

Comportar-se no trânsito com uma bicicleta é relativamente fácil: ande sempre no sentido correto, não ande na calçada, respeite a sinalização.

Algumas dicas que posso dar, baseado na experiência de muitos quilômetros rodados seriam:

– no caso de ruas estreitas, não ande próximo aos carros estacionados. Tome conta da rua, deixe que reclamem de você (evidentemente, procure pedalar relativamente rápido);

– em vias rápidas ande mais à direita possível. Porém, tome cuidado e observe com atenção o piso para identificar possíveis pontos de perigo: bueiros e bocas-de-lobo;

– nas rodovias, rode sempre pelo acostamento. Se ele estiver em péssimas condições (coisa normal) ande na pista, mas ao perceber a aproximação de um veículo, vá para o acostamento. Atenção redobrada nas pontes, pois geralmente elas não possuem acostamento;

– nunca, jamais fique fazendo zigue-zague no trânsito. Entre numa faixa e permaneça nela.

– muita atenção ao andar nas faixas exclusivas de ônibus. Esses motoristas são extremamente apressados e nervosos.

– cuidado, muito cuidado ao aproximar-se de esquinas e saídas de trânsito, principalmente se essa saída for permitida para os carros que aproximam-se de você por trás. Imagine a situação: você está pedalando pela direita da pista, há uma saída de trânsito e o veículo, mais rápido aproxima-se e imagina que conseguirá dobrar a esquina antes do que você chegue perto (ou pensa que é SUA obrigação parar). É o acidente mais comum, o ciclista bater no meio do carro.

– e quanto ao comportamento de veículos de empresas, ônibus e táxis: se eles cometerem um abuso, anotem o número do veículo, da frota, qualquer coisa. Depois liguem e reclamem. Já aconteceu comigo e acreditem, o motorista do coletivo foi pra reciclagem (não, não foi pro lixo, teve que fazer um curso de direção defensiva);

– se o pior acontecer (o acidente), é extremamente importante que vocês possuam identificação. Ou nos bolsos, ou na bicicleta. Coisas básicas: nome, telefone, endereço.

Créditos da foto:

Stuart Franklin/Magnum Photos