Neste ano, o mundo “comemorou” o aniversário de 20 anos do descobrimento da Eritropoietina, a EPO.

O mais marcante nessa data, no entanto, não é a idade do produto, mas a sua “maioridade”: com isso a patente torna-se livre, o que significa dizer que agora, legalmente, não é só a AMGEM que pode produzir a substância.

Rumores que “EPOs piratas” eram muito consumidas no submundo do doping não são novidade num mercado que movimenta cerca de 8 bilhões de euros anuais: na Operación Puerto, as EPOs eram russas.

A partir de agora, a tendência é que a droga já esteja sendo produzidas em países emergentes ou abaixo disso. China, Rússia e África do Sul seriam os principais fornecedores. Não à toa, segundo especialistas, alguns corredores gostam de fazer seu treinamento pré-temporada em países como a Argentina, México e África do Sul.

Deve-se ter sempre em mente que a detecção de determinadas drogas depende muito da colaboração do laboratório-fabricante: a AMGEM coloca uma “marca genética” nos seus produtos, coisa que os outros não fazem (razão essa pela qual Eufemiano Fuentes usava fontes alternativas) e a Roche faz com a CERA. Com a diversificação, essa segurança já não existe e os positivos tendema dimiuir.

Outro fato muito importante a ser lembrado: a EPO existia desde 1988 mas só chegou oficialmente ao mercado dois anos depois, devido aos rigorosos controles dos órgãos de saúde. O mesmo ocorre com a CERA: o produto existe desde 2004 mas só foi aprovado pela União Européia em janeiro de 2007 e pelo FDA em janeiro de 2008. Ou seja, a quantidade de CERADOS com certeza é muito maior do que imaginamos.

Finalmente, recomendo a leitura deste artigo do jornal espanhol El País a respeito do jogador De la Red (na página também está disponível o vídeo do momento em que o atleta desmaia). Jovem (23 anos) em ótima forma física, todos os exames possíveis realizados, incansável: o verdadeiro “cavalo”. Jornalistas daquele país ficaram com a pulga atrás da orelha (vamos lembrar que na Operación Puerto apareciam num primeiro momento nomes de futebolistas que depois evaporaram).