Subidas Medonhas (3) – Alpe d’Huez

Essa série não ficaria completa sem a mais famosa subida da mais famosa prova de ciclismo do mundo, o Alpe d’Huez ou simplesmente, “O Alpe”.

Uma subida traiçoeira, com seus 21 “cotovelos”, “hairpins” ou “tornantes”, cada um dedicado a um campeão que triunfou no alto dessa montanha. Não é a mais difícil, está longe disso, mas pelo seu charme, é considerada a “Champs Elysees” dos escaladores, um estádio com entrada franca.

Suas curvas não são apenas um dos grandes símbolos do Tour, são ícones do ciclismo. Todos os anos, milhares de fãs vem até aqui para acompanhar o sofrimento e o esforço dos atletas nessa subida.

A escalada em si tem pouco mais de 14Km com 1815 metros de altitude e 1071 metros de desnível.

huez_altimetria

O ponto de partida tradicional é em Le Bourg d’Oisans, atravessando a Pont de la Romance e virando à esquerda. Nesse ponto começa oficialmente subida, contando inclusive com um sistema de cronometragem que permite a qualquer pessoa marcar o seu tempo (o diploma será oferecido  pela “secretaria de esportes” local).

As primeiras centenas de metros são planas e transformam-se repentinamente em alguns dos piores quilômetros da subida, com 11% de pendência exigindo marchas mais leves e não oportunizando um aquecimento adequado.

Como no Stelvio, aqui as curvas são numeradas em ordem decrescente (da 21 para a 1) e cada uma delas conta com um nome. Como não poderia deixar de ser, a primeira é dedicada a Fausto Coppi, o primeiro a triunfar na montanha. Por uma ironia do destino, é também dedicada a Lance Armstrong pois depois de várias edições “lotou” e foi preciso recomeçar do zero (ou do 21).

Do grampo 21 ao 17, dedicado a Joaquim Agostinho (vencedor em 1979) e Carlos Sastre (2008) a inclinação não dá tréguas, dificultando a subida e acelerando a respiração. Desse ponto em diante e até o grampo 14 (Beat Breu) a inclinação diminui voltando a aumentar a partir do 13 (Peter Winnen) dando algumas tréguas importantes.

O coração da subida é o grampo 7 (a 1390 metros de altitude, já tendo percorrido 8Km) dedicado a Gianni Bugno há a possibilidade de abastecimento de água (para quem ousar cometer o sacrilégio de colocar os pés no chão) e pode-se enxergar a meta. Mas não há tempo para diversão, pois em seguida a inclinação chega a 12-13% em algumas curvas, o pico da subida.

Restando 3Km para o final a estrada se divide: a via oficial vai para a esquerda, com dois grampos dedicados a Marco Pantani (vitórias em 1995 e 1997) e depois o final (Giuseppe Guerini) a cerca de 700 metros da Place Paganon (1764 metros) e depois continuando por cerca de 1600 metros até a Avenue Rif-Nef, chegada tradicional do Tour, a 1815 metros.

Numeração dos grampos:

21 Fausto Coppi (ITA) e Lance Armstrong (EUA)
20 Joop Zoetemelk (HOL) e Iban Mayo (ESP)
19 Hennie Kuiper (HOL) e Lance Armstrong (EUA)
18 Hennie Kuiper (HOL) e Frank Schleck (LUX)
17 Joaquim Agostinho (POR) e Carlos Sastre (ESP)
16 Joop Zoetemelk (HOL)
15 Peter Winnen (HOL)
14 Beat Breu (SUI)
13 Peter Winnen (HOL)
12 Luis Herrera (COL)
11 Bernard Hinault (FRA)
10 Federico Echave (ESP)
9 Steven Rooks (HOL)
8 Gert-Jan Theunisse (HOL)
7 Gianni Bugno (ITA)
6 Gianni Bugno (ITA)
5 Andrew Hampsten (EUA)
4 Roberto Conti (ITA)
3 Marco Pantani (ITA)
2 Marco Pantani (ITA)
1 Giuseppe Guerini (ITA)

huez_curvas

O recorde da escalada  é de Marco Pantani em 1997 com 37’35” (distância de 14,454Km e média de 23,08Km/h) ou 36’30” com a distância de 13,80Km, média de 22,68Km/h (1995). Fausto Coppi fez a mesma escalada em aproximadamente 45 minutos em outros tempos (de estrada e material).

Quem tiver a oportunidade deve assistir ao episódio número 10 da série “Grande Salite del Ciclismo” com Davide Cassani: ele e mais dois companheiros subiram como mortais usando relações de 36×21 ou 34×21 a no máximo 14Km/h. Bem mais real.

É possível baixar esse e os demais episódios através dos programas de compartilhamento. Quer saber como? Pergunte pra mim.

13 respostas para Subidas Medonhas (3) – Alpe d’Huez

  1. Sílvio disse:

    Eu quero saber como baixar esses vídeos!!

  2. Joao Lemos disse:

    Também gostaria de baixar. Comprei uma dica tua que foi o filme sobre a RAAM. É fantástico.

  3. Nilo disse:

    O Zaka, dá a dica aí. To curioso sobre a série. Valeu!

  4. FAB1000 disse:

    Zaka,
    dá uma consertada início do texto. São 1071m de desnível numa altitude máxima de 1815m segundo os dados do climbbybike.

    http://www.climbbybike.com/climb.asp?Col=Alpe-dHuez&qryMountainID=5

    Pelo que eu sei, podemos até chegar aos 1901m mencionados por vc, mas esse ponto fica depois do local oficial da chegada.
    Abraços.

  5. Ricardo Bruggmann Muhle disse:

    Altas “subidinhas”! Mas na real ela fica no chinelo se for comparar com alguns dos passos andinos no sentido Chile-Argentina. Será que tem algum site com as altimetrias desses verdadeiros monstros?

  6. Silvaa disse:

    17 Joaquim Agostinho (POR) e Carlos Sastre (ESP)

    Sinto grande orgulho Grande Joaquim Agostinho..

  7. jafo disse:

    Oi Zaka gostaria de saber como baixar os videos . Meu maior sonho é um dia quem sabe poder escalar mesmo com os meus quase 100kg

  8. Zaka, não vai esquecer de ensinar pra mim, viu? Já tô te perturbando faz tempo com isso…

  9. […] Subidas Medonhas (3) – Alpe d’Huez Maglia Rosa – PeopleRank: 10 – hace 22 horas …Lance Armstrong pois depois de várias edições “lotou” e foi preciso recomeçar do zero (ou do 21). Do grampo 21 ao 17, dedicado a Joaquim Agostinho (vencedor em 1979) e Carlos Sastre (2008) a inclinação não dá tréguas, dificultando a subida… Personas nombradas : Luis Herrera  Fausto Coppi  Frank Schleck  Marco Pantani  Bernard Hinault  Gianni Bugno  + vota […]

  10. henrique disse:

    Rapaz, tenho muito interesse em baixar esses videos.
    Se nao for problema me diz ai como é, tá?

  11. Zaka meu grande, faz um postzinho com uns videos com uns ataques fortes nos climbs…

  12. eliel balbino disse:

    Alguem ai ja ouviu falar da Serra da Paulista?….fica entre Sao Joao da Boa Vista e Sao Roque da Fartura no interior de SP…são pelo menos 6 kms de parede…com inclinaçao maxima chegando a 21%….Cassio de Paiva (dispensa apresentaçoes) mora em SJ da Boa Vista e afirma que nem na Europa enfrentou tanta dureza….quem mora por perto…vale a pena conhecer….ou nao…rsrsrrsrs….

  13. Gabriel Sousa disse:

    A primeira imagem que eu tenho do Alpe D’Huez é 1 ataque de 1 jovem camisola amarela de nome Ivan Gotti, ao serviço da Gewiss. Ano de 1995.
    Que grande equipa era essa Gewiss!