Caça-foice

07/outubro/2009

Depois de dar muitas risadas ontem com o “caça-foice” e a história contada pelo Vinícius no Crônicas de Bicicleta posso dizer com orgulho que ACHEI os sujeitos.

caça-foice

Outras fotos aqui.

Não me perguntem como encontrei essas preciosidades. Tenho sorte e essas coisas saltam na minha tela.

Anúncios

Cunego e Simoni, juntos novamente?

07/outubro/2009

Primeiro achei que fosse piada. Depois vi que o negócio é sério. Mas é uma daquelas coisas que tem tudo pra dar errado.

Gilberto Simoni e Damiano Cunego poderiam unir forças pela primeira vez em cinco anos caso confirme-se a proposta de Giuseppe Saronni (manager da Lampre) de ter o ancião veterano corredor como auxiliar de Cunego na próxima temporada (visando o Giro d’Italia).

Só recordando: ambos correram juntos de 2002 a 2005. Em 2004 Cunego traiu seu capitão Simoni, atacou, venceu quatro etapas e a prova com apenas 22 anos de idade, tornando-se Il Piccolo Principe Veronese (os italianos e sua mania de dar apelidos).

Cunego recém saído da prisão vence a 7a. Etapa

Cunego recém saído da prisão vence a 7a. Etapa

Simoni não foi nada gentil com o principezinho: “Você é um canalha!”, teria dito.

Em 2008 fizeram as pazes durante um jantar beneficente, obra de suas respectivas esposas e selaram um pacto de colaboração mútua contra Armstrong (esqueceram do Menchov).

Quanta falsidade...

Quanta falsidade...


Museu de CERA

07/outubro/2009

Atualizado em 18 de setembro 07 de outubro de 2009.

Para fazer inveja à Madame Tussauds.

Francesco de Bonis (ITA), 07 de outubro de 2009

debonis

Nuno Ribeiro (POR), 17 de setembro de 2009

ribeiro

Héctor Guerra (ESP), 17 de setembro de 2009

guerra

Isidro Nozal (ESP), 17 de setembro de 2009

nozal

Danilo Di Luca (ITA), 22 de julho de 2009

diluca

Davide Rebellin (ITA), 29 de abril de 2009

rebellin

Bernhard Kohl (AUS), 12 de outubro de 2008

kohl

Stefan Schumacher (ALE), 7 de outubro de 2008

schumacher

Leonardo Piepolli (ITA), 7 de outubro de 2008

piepoli

Emanuele Sella (ITA), 23 de julho de 2008

sella

Ricardo Riccò (ITA), 08 de julho de 2008

ricco

Continuous erythropoietin receptor activator (ativador contínuo do receptor de eritropoietina – CERA) é o termo genérico para a terceira geração da eritropoietina sintética.

A CERA, comercializada sob o nome de MIRCERA pela Roche tem uma meia vida estendida e sua aplicação pode ser feita a cada 3 ou 4 semanas com os mesmos efeitos da EPO.

Segundo a Roche, o produto tem a mais longa meia-vida de todos agentes estimulantes aprovados pela FDA: até 6 vezes mais do que darbepoetina alfa e até 20 vezes mais do que a epoetina. É caro, mas isso não impede que trapaceiros façam uso da substância.


Francesco de Bonis: positivo para CERA

07/outubro/2009

O italiano que corre (corria) pela Serramenti PVC Diquigiovanni-Androni Giocattoli apresentou resultado positivo para EPO de terceira geração (CERA) conforme divulgado hoje pela agência RCD.

Detalhe: o exame foi feito dois dias antes do início do Giro d’Italia.

De Bonis tornou-se profissional no mesmo ano que ganhou sua única vitória: em 2008 no Tour de Romandie, pela extinta Gerolsteiner (não creio que seja apenas uma coincidência).

E recordando: ele já estava suspenso pela UCI por aparente violação das normas. Informação baseada no seu passaporte biológico, como divulgado aqui.

De Bonis logo após tomar CERA

De Bonis e os efeitos colaterais da CERA


Paris-Tours, a clássica dos sprinters

07/outubro/2009

É nesse domingo, 11 de outubro, uma das provas mais antigas do calendário mundial (a primeira edição amadora aconteceu em 1896).

Traçado predominantemente plano, é a festa para os culogordos pois frequentemente termina com um sprint nos 3Km da Avenue du Grammont, em Tours.

paris-tours

No passado (1965) os câmbios foram proibidos nessa corrida, numa das várias tentativas de evitar a dominação dos sprinters. Não adiantou nada e a idéia foi arquivada.

A Paris-Tours é uma das poucas corridas onde Eddy Merckx não venceu: em 1968 ele entregou a vitória ao seu colega Guido Reybruck, puxando o sprint para ele, em agradecimento por serviços prestados em outras tantas provas (coisa raríssima para quem tinha o apelido de Canibal).

Como curiosidade, sempre cito o fato de Richard Virenque, um dos maiores escaladores de todos os tempos ter vencido essa prova. Fazendo uma analogia, seria a mesma coisa se Cavendish ganhasse no Alpe d’Huez.

Virenque e os alucinados-apavorados

Virenque e os alucinados-apavorados


Especialidades do Ciclismo

07/outubro/2009

especialidade_1_escalador

especialidade_2_contrarrelogio

especialidade_3_sprinter

especialidade_4_fuga

Criação do Hudson Malta do BikeBros.