Astana, ainda na alça de mira

Os franceses não dão trégua a Astana: segundo o jornal sensacionalista L’Equipe (afinal, doping vende muito mais do que a vitória de um belga na Paris-Tours), as autoridades vão investigar os resíduos das seringas utilizadas pela Astana durante o último Tour de France.

Atenção: os organizadores fornecem caixas para “lixo hospitalar” para todas as equipes e agora vão investigar quais são as substâncias encontradas dentro das seringas.

Alguém aí acredita que alguém seria estúpido o suficiente para deixar um restinho de insulina, EPO, ou qualquer outro produto não permitido dentro? É muito fácil contaminar esse material e, o principal, esse tipo de prova não é válida, não tem poder legal nenhum (não seguiu nenhum tipo de procedimento controlado por ambas as partes).

Enfim: é só pra vender jornal mesmo.

Anúncios

Os comentários estão desativados.