VDB – Mais notícias

O jornal francês L’Equipe divulgou hoje que testemunhas informaram que vários medicamentos foram encontrados na cama de Vandenbrouck pelas autoridades locais: insulina (mas ele não era diabético), comprimidos para dormir e anti-depressivos.

A insulina e o remédio para dormir são conhecidos do pelotão como dopantes.

Também noticiaram que o corredor poderia ter sido vítima de um roubo (teriam desaparecido 300 euros e dois celulares). Mas não me surpreenderia se os ladrões estivessem dentro da própria polícia dessa potência africana, cuja capital é DAKAR.

Altos e baixos (mais baixos do que altos) de sua carreira em imagens pelo Cyclingnews aqui.

Alguns vídeos de corridas e entrevistas agrupados pelo Sporza (mas não dá pra entender nada do que eles falam).

3 respostas para VDB – Mais notícias

  1. waldeir disse:

    E´ e aqui no brasil ontem na espn noticiario inf. que 12 atretas que correrão a volta de santa catarina cairão no anti doping. 12 da pra acreditar na estrevista os tecnicos disseram não saber de nada….

  2. José Carlos SBC/SP disse:

    Primeiro os cinco atletas no atletismo, agora no ciclismo. Ou esses caras são muito ingênuos os muito burros para acharem que irão sempre escapar. É preciso investigar quem está por tras, pois uma quantidade tão grande de atletas pegos juntos é muito estranho. Agora que o ciclismo está começando a cair no gosto do brasileiro (a corrida já é uma realidade com provas todos os finais de semana), não podemos permitir que trapaceiros denigrem o esporte, vamos investigar, pois com certeza, não são só os atletas os culpados, sempre tem gente grauda por tras do doping…..

  3. Fernando Blanco disse:

    Zaka,

    Caso VDB – apesar de ter o maior desprezo pelo doping, o cara era um iluminado e é uma grande tristeza ver a autodestruição de um campeão (que deixa uma filhinha, Margaux). Ele é o terceiro grande ciclista que brilhou no final da década de 90 que morre nestas circunstâncias: além do óbvio Pantani, tem o esquecido José Maria “El Chaba” Jimenez, que meteu uma bala na cabeça. El Chaba era um especialista em etapas de alta montanha na Vuelta.

    Caso doping brasileiro – lamento não me surpreender que o tsunami da dopagem tenha atingido as nossas praias. Foi só começar a controlar (pra valer!) e os casos começaram a surgir. Afinal, por que o nosso pelotão seria menos sujo do que outros? Conheço bem o ciclismo brasileiro e internacional da década de 70: os meus grandes ídolos usavam a tabela periódica de elementos químicos inteira…ouvi da boca de vários deles (brazuca e belgas).

    Abs, Fernando