Giro di Lombardia

lombardia1

Sábado, 17 de outubro.

Algo lhes assemelha: a queda das folhas e o ciclismo. É a finalização de um ciclo. Para as folhas, é o outono, a morte. No ciclismo a despedida não é tão traumática, mas depois de quase nove meses, chegou a hora de encerrar a temporada com o último dos cinco monumentos do ciclismo, a “Clássica das Folhas Mortas”.

Antes tivemos os outro quatro monumentos: Milan-San Remo, o Tour de Flanders, Paris-Roubaix e a Liège-Bastogne-Liège. Vitórias de Cavendish, Devolder, Boonen e Schleckinho, respectivamente.

“La Classica delle foglie morte” é realizada na região lombardia (lá em cima, no começo do cano da bota), cenário perfeito para um adeus, com o Lago di Como testemunhando as façanhas dos corredores, auxiliado pelo Santuario della Madonna del Ghisallo (padroeira dos ciclistas). A primeira edição desta clássica ocorreu em 1905 com o nome de Milan-Milan. Este percurso se manteve até 1961 (embora o nome tenha sido modificado para o atual já em 1907). Não sofreu interrupções durante a 1a. Guerra, mas a 2a. não perdoou e não tivemos a prova em 1943 e 1944.

O primeiro vencedor foi o Diabo Vermelho, Gerbi. Comentou-se na época que ele venceu graças aos seus conhecimentos da região, que lhe permitiram desviar um cruzamento férreo em que todos os demais tiveram que esperar o trem passar. Pelo seu conhecimento profundo das estradas, Gerbi foi encarregado, dois anos mais tarde, de desenhar o traçado de outra clássica: Milan-San Remo.

"Ói, ói o trem!"

"Ói, ói o trem!"

De 1962 a 1984 a corrida partiu de Milan terminando em Como. Entre 1985 e 1989, inverteu-se. A partir de 1990 até 1994 de Milan acabando no circuito de Monza. Durante os seis anos seguintes, disputou-se entre Varese e Bergamo. Em 2002 de Cantu a Bergamo, em 2003 de Como a Bérgamo, entre 2004 e 2007 de Mendrizio (Suíça) a Como e em 2008 e 2009 entre Varese e Como. Apesar de todas essas mudanças, no traçado sempre estiveram presentes a subida ao Ghisallo e o contorno do Lago di Como.

Uma das atrações da corrida sempre é o recém-vitorioso portador da camisa arco-íris, embora apenas 6 dos portadores dela tenham vencido a prova: Alfredo Binda, Tom Simpson, Eddy Merckx, Felice Gimondi, Giuseppe Saronni, Oscar Camenzind e Paolo Bettini.

altimetria_lombardia

Página oficial

Lista prévia dos participantes

AO VIVO (a prova inicia as 6 horas, horário de Brasília).

11 respostas para Giro di Lombardia

  1. Ah, a minha Itália é linda demais da conta… Já tive o prazer de andar nos arredores do “Lago di Como” e digo: trata-se de uma região belíssima!

    Há uma outra pequena localidade perdo dos grandes lagos, chamada “Lago D’Orta”. É menos conhecida nos roteiros tradicionais de turismo, mas vale a pena. Depois de margear os grandes lagos, subindo por Arona, depois Stresa e chegando, ao fim, aos 8 ou 9 quilômetros de subida até o “Lago D’Orta”.

    Gente, é tudo lindo demais! O “Giro di Lombardia” vale nem que seja só para ver a paisagem.

  2. Ah, Zaka… Não vale deixar os leitores curiosos por tanto tempo!

    Diz aí: quem são os seus favoritos? Vou de Cunego, Evans, Basso, Gesink e Sanchez.

    • Zaka disse:

      Não esqueça do Gilbert… se bem que se ele levantar a bunda pra soltar gases a turma atrás vai se borrar e grudar na roda…
      Basso pra mim tá fora. Aliás, nem vi se ele está inscrito.

  3. Pois é, Zaka, pensei o mesmo. Acho o Gilbert bem forte, mas duvido que a concorrência deixe ele se mandar.

    O Basso tá inscrito sim.

  4. não tem graaaaaandes subidas.. vamos olhar os inscritos..

    Basso vai mas não leva..

    Cadel e os Meninos da Lampre não são favoritos pra vocês?

  5. Se a prova começava as 6h de brasilia.. daqui a pouco ta acabando não?

  6. Pedro (Barcellos Sports) disse:

    Gilbert MARCADÍSSIMO, vai ter que fazer “milagre”… Mas torco por ele…

    Ainda arrisco Ballan e Pozzato.. (Cunego não!! Po o cara faz sobrançelha.. fala sério)

  7. Verdade agora que li o 17 ali.. haha..
    de qualquer forma são 232km com uma média de 45?

    temos

    45km = 60m

    242 = x

    242km = 322,66 minutos

    Devem demorar mais de 5h para percorrer o percurso?

    Pelas 11:30 (brasilia) os resultados..

    Estou certo?

  8. Jucaxc disse:

    sei não Bruno , acho q só chegam perto do meio dia .

    cada prova é uma prova , mas 45 Km/h de média será dificil fazer . chegam a fazer perto de 6 hrs , teve muitas vezes que fizeram média de 39 Km/h . mas tudo depende do ” estudo ” dentro do pelote .

    Eu arrisco Sanchez ou Evans e Kolobnev de ” azarão ” .