Volta de Caxias 2009 – Resultados

30/novembro/2009

Agora vou à busca de fotos.

Volta de Caxias 2009 – Resultados

Na etapa de sábado os ciclistas percorriam um circuito de 30Km (estrada, nada de avenida com canteiro) na localidade de Mato Perso. É um circuito relativamente plano para a nossa região, mas seletivo.

As categorias Estreante, Veterano, Feminino e Juvenil faziam apenas uma volta (30Km). As Master, duas (60Km) e o restante 90Km.

Na primeira passagem pelo quilômetro 30 o grupo de favoritos estava compacto. O resto do pelotão estava tão picado que era difícil saber quem estava na frente. Um pequeno acidente quando um estreante foi sair do circuito para a chegada e foi ‘abalroado’ por um elite que iniciava o sprint na descida foi o único incidente que presenciei.

Como o grupo estava todo picado, tivemos poucas chegadas no sprint, mas uma das mais emocionantes foi entre um pequeno grupo de estreantes onde o meu amigo Augusto levou a melhor (já estava avisado: perderia o patrocínio se não ganhasse no sprint). Nas outras categorias as chegadas foram mais tranquilas.

Na segunda passagem dois ciclistas da elite apareciam destacados com quase 1 minuto: Cleiton Fadanelli da Acaci e Everson de Assis da Acivas/Betos Bike. Nessa volta tivemos a chegada das categorias Master, igualmente sem sprint.

Na última volta o ciclista da Acivas passa sozinho: Cleiton teve um problema mecânico e foi obrigado a abandonar a prova. Assim tivemos uma chegada tranquila, com quase 6 minutos de vantagem para o restante do pelotão que chegou sprintando.

Ontem tivemos a disputa do contrarrelógio com saída de Mato Perso: uma distância de 12Km com, digamos, 70% do trecho em subida ou falso plano. Rafael Silva, da Dorita de Brusque foi o vencedor com 17″59’37.

Não entendi muito bem o motivo, mas a classificação da prova não levava em conta os tempos: era atribuida uma pontuação pela colocação obtida em cada etapa (no caso de empate, o contrarrelógio era a balança). Me parece que isso tira um pouco do brilho: o pelotão da elite ao ver que o ciclista da Acivas/Betos Bike estava bem adiantado, passaram para a marcação entre si, pensando apenas no sprint (afinal, 1 hora atrás ou 1 minuto era a mesma coisa).

Onde estou? Clique para descobrir

Mais fotos no INEMA.

Anúncios

Volta de Santa Catarina

30/novembro/2009

No ano passado foi a chuva. Nesse ano foi a falta de dinheiro.

O fato é: a prova por etapas mais montanhosa do país não terá a sua edição em 2010.

A causa da falta de dinheiro foi uma confusão ocorrida entre a Secretaria de Turismo e Esporte do estado catarinente e a Federação Catarinense de Ciclismo.
 
Vamos ao início da história.
 
 Em 2008 a prova não foi realizada na época programada devido às fortes chuvas que arrasaram com parte do estado onde a prova passaria (e também para não criar uma imagem ruim de “não tô nem aí”).
 
Assim, a prova de 2008 foi realizada em 2009 (abril). E, para a Secretaria, a verba gasta nessa prova seria a reservada para esse ano (quando na verdade era a reservada para 2008). No entanto, não havia nenhum projeto protocolado para essa edição (a real de 2009) cujo prazo encerrou em setembro (a Federação comeu mosca?).
 
E a lei é clara: sem projeto, sem dinheiro.
 
E agora, a Federação precisa correr: hoje (30 de novembro) é a data limite para entregar projetos para o ano de 2010.
 
Ou seja: o que é ruim, pode ficar pior.


Uniformes bonitões (9)

30/novembro/2009

A camisa até passa, mas a bermuda….

uniformes_bonitoes_9


Rede de intrigas

29/novembro/2009

Um ótimo artigo publicado na Wikipedia. Extenso, em espanhol e completo.

Sempre é bom reler para não esquecer certas figurinhas que hoje se passam por limpinhos.

Operación Puerto


Momentos de descontração

28/novembro/2009

Project Le Tour

28/novembro/2009

O Renato (Pedaleiro) mandou essa sugestão de site. Só fotos (e como se fosse preciso mais).

http://www.projectletour.com/

Algumas são as mais bonitas que eu já vi.

 


O início do fim do rádio

28/novembro/2009

A UCI enviou um comunicado ontem a todas as federações nacionais relativa à decisão tomada no Comitê Diretivo do último dia 23 em Lugano de ir tirando, gradativamente, o rádio do pelotão.

Na temporada 2010 o rádio está proibido em provas classe 2 (.2) elite masculina e feminina, em provas de caráter nacional e nos campeonatos mundiais UCI.