Giro d’Italia – Médias horárias e estatísticas

Continuando no estudo das médias horárias. Agora com a minha prova favorita. No Giro são 91 edições.

As médias de cada uma das edições, bem como a variação com relação ao ano anterior podem ser visualizadas abrindo o PDF abaixo.

Médias Horárias Giro d’Italia

Algumas considerações com relação aos anos que estão em vermelho:

  1. 1912 – Menor Distância: foram apenas 2.443Km divididos em 9 etapas.
  2. 1913 – Menor média horária: 21,690Km/h.
  3. 1919 – Maior aumento percentual (13,14%) da média horária: ao contrário da análise do Tour, após a 1a. Guerra na prova italiana tivemos um aumento da média. A explicação era a qualidade superior do seu vencedor que dominou a prova da primeira até a última (10a.) etapa.
  4. 1923 – Maior redução percentual (13,88%) e absoluta (3,59Km) da média horária: pela falta de dados históricos, imagino que a prova tenha sido difícil pois de 97 corredores que largaram, apenas 38 (39%) completaram o percurso.
  5. 1932 – Quebrada a barreira dos 30Km/h: dois anos antes do Tour, mas na mesma época.
  6. 1954 – A maior edição: foram 4.396Km divididos em 22 etapas, uma média de 199,8Km por dia.
  7. 1957 – Quebrada a barreira dos 35Km/h: vencida por Gastone Nencini, o leone del Mugello, muito forte nas montanhas.
  8. 1968 – Maior crescimento absoluto: na primeira vitória de Eddy Merckx ele mostrou sua força.
  9. 1984 – Quebrada a barreira dos 40Km/h: Francisco Moser foi o autor da façanha.
  10. Até a edição de 2009 foram percorridos aproximadamente 332.484Km. Isso equivale a 9 voltas no nosso planeta e, estaríamos quase chegando à Lua, que fica a 380.000Km da sua casa.
  11. Os vencedores pedalaram durante 6.606 horas. Algo em torno de 275 dias.
  12. A média de distância percorrida por edição é de 3.653Km mas as distâncias diminuiram após os anos 80 e 90. A última vez em que uma prova teve distância superior a 4.000Km foi em 1982, com 4.004Km.
  13. A média de distância percorrida nas últimas 20 edições foi de 3.612Km e das últimas 10 edições de 3.454Km.
  14. Somente em três edições tivemos média horária acima de 40Km/h: 1984 com Francesco Moser, 2001 com Gilberto Simoni e 2009 com Denis Menchov.

Médias horárias por década

grafico_media_giro

5 respostas para Giro d’Italia – Médias horárias e estatísticas

  1. Pedro (Barcellos Sports) disse:

    E nenhum caso de doping no Giro hein zaka??

  2. Jucaxc disse:

    Moser queboru a barreira do 40 Km/h e no mesmo ano quebrou o recorde da hora … tudo isso com a ajuda de Francesco Conconi , médico que é considerado o introdutor do EPO no ciclismo .
    O interessante no ciclismo europeu é que não tem essa de ” treinador ” , oque tem lá são médicos do esporte que fazem dos atletas ( calma lá , não estou falando que eles dopam todo mundo ! ) , atletas campeões .
    Conconi , Ferrari , Casoni , Cechini , Grazzi , Santuccione , Fuentes são algusn dos nomes cobiçados no ciclismo de elite … 80% dos grandes nomes do ciclismo de 25 anos para cá passaram nas mãos desses doutores . junta-se o talento + ciência …

  3. Jack disse:

    “1912 – Menor Distância: foram apenas 2.443Km divididos em 9 etapas.”
    São 271,44Km de média por dia, não tá errado não?

  4. Zeca Blak disse:

    Não tinha TV, pressão de patrociandor, os caras dormiam na beira da estrada… Aquilo era a essência do Tour e do Giro: Pedalar, pedalar e pedalar.