As vitórias de Murilo Fischer

28/dezembro/2009

Salvo algum equivoco que eu tenha cometido na pesquisa, abaixo são as vitórias de Murilo Fischer na Europa:

1. 1ª etapa UNIQA CLASSIC 2005 / Naturino
2. 2ª etapa UNIQA CLASSIC 2005 / Naturino
3. 3ª etapa TOUR OF QINGHAI LAKE 2005 / Naturino
4. TROFEO CITTA DI CASTELDIFARDO (GP Cibes) 2005 / Naturino
5. GP INDUSTRIA & COMMERCIO DI PRATO 2005 / Naturino
6. MEMORIAL CIMURRI 2005 / Naturino
7. MILANO-VIGNOLA (GP Beghelli) 2005 / Naturino
8. GIRO DEL PIEMONTE 2005 / Naturino
9. 5ª etapa TOUR DA POLÔNIA 2007 / Liquigas
10. GIRO DI ROMAGNA 2009 / Liquigas

Anúncios

Imprensa espanhola

28/dezembro/2009

Não é só no Brasil que temos pérolas esportivas. Num país alfabetizado, ciclisticamente falando, também encontramos absurdos.

Clique para ampliar.


Tom Zirbel: positivo para DHEA

28/dezembro/2009

O corredor, vice-campeão americano de CR e quarto colocado no último mundial apresentou resultado analítico adverso para a substância DHEA exógena (artificial).

O DHEA é um hormônio gerado naturalmente pelo corpo humano (supra renais) e é o mais abundante deles. Ao mesmo tempo, possui versões “sintéticas”, as quais não são permitidas pela WADA.

Como de praxe, Zirbel afirma não saber como a substância entrou no seu organismo e pediu a análise da amostra “B” (provavelmente vai alegar que estava presente em algum suplemento alimentar sem a indicação no rótulo).

Vamos aguardar.


Murilo Fischer assina com a Acqua e Sapone

28/dezembro/2009

Como comentado aqui pelo Elcio e pelo Will, a notícia divulgada no Jornal Ciclismo com base na notícia do site francês Cyclismag confirma Murilo Fischer na Itália, correndo pela equipe Continental Profissional Acqua e Sapone.

Vai correr no meio dos talian: Stefano Garzelli, Luca Paolini e outros e andar com De Rosa!

Desejo sucesso ao Murilo. Será um prazer continuar a vê-lo correr na Europa (não querendo gerar polêmica, mas eu sou da opinião que o ciclismo nacional – e alguns do pelotão – ainda não merecem a sua presença).


Merckxissimo

28/dezembro/2009

mk1

Em 1969 ele tinha apenas 24 anos e já tinha no seu currículo vitórias na Paris-Roubaix, Tour de Flanders, Milan-San Remo, Giro d’Italia e um Mundial.

No Tour ele vestiu a maillot jaune no CRE. Parecia que estava predestinado a vencer, já que foi exatamente na sua cidade natal, Wolue. Ganhou seis etapas e impressionou a todos no Tourmalet, andando em solitário por 130Km vestido de amarelo, coisa impensável nos nossos dias.

mk2

Ele abocanhou a camisa amarela, a verde de pontos, a de bolas vermelhas e o prêmio de combatividade. O ciclista que conseguiu ficar mais próximo dele, Pingeon Roger, acabou a estratosféricos 17 minutos e 54 segundos atrás.

Mesmo sendo um fenômeno, ele era humano: a foto abaixo demonstra o seu cansaço após tanto esforço.

mk6

ATUALIZAÇÃO: informação do Fernando Blanco: a foto de dor, acima, foi tirada em 1975, quando ele foi agredido na etapa em que perdeu o Maillot Jaune para B. Thevenet.

Merckxissimo foi seu primeiro apelido. Jacques Goddet, o diretor da prova foi o autor.

mk3


Bicicletas roubadas

27/dezembro/2009


Doping no Giro d’Italia

26/dezembro/2009

Acalmem-se! Esse é o título que foi colocado nesse vídeo, uma pequena parte do filme “Totó al Giro d’Italia”. A tal cena está quase no final.

É um filme antigo, em P&B (óbvio) com um humor ao estilo “Três Patetas”, bem inocente mas ótimo para conhecer alguns dos ídolos da época.