Língua de Cobra ataca novamente

Declarações do anjinho:

“Estou desapontado com Vania e não pode haver reconciliação até ela provar que é inocente”.

Vania é sua namorada, mãe de seu filho, atleta de ciclocross e flagrada com CERA recentemente. CERA é a mesma substância que o mesmo Riccò utilizou e foi suspenso por 18 meses.

Enquanto isso, sua equipe, Ceramica Flaminia foi a única equipe Continental Profissional italiana não convidada para as três clássicas de março (Montepaschi, Tirreno-Adriático e Milano San Remo).

Que sujeito! Que personalidade! Que caráter!

5 respostas para Língua de Cobra ataca novamente

  1. Ivan Begotti disse:

    O cara tem telhado de cristal e ainda joga pedra na mãe do filho dele, acho que ele tem muito a aprender com a Edita Rumsas!

  2. Ivan-MS disse:

    É o mais perfeito protótipo de, desculpem a expressão, Babaca (prá não dizer coisa pior) esse tal de Riccardo Riccò. Sujeitinho cretino…

  3. Antonio Carlos Alves disse:

    Imbecil e retardado

    ele tenta justificar o injustificável

    acho que ao apelido lingua de cobra deviamos acrescentar mais o de miolo mole.

    envergonha o belo ciclismo italiano

    Devia ser banido do esporte para sempre

  4. Gabriel Sousa disse:

    Que vergonha… que filho da pu**.
    Hipócrita!!!!!

  5. Roberto Smera disse:

    A atitude do Riccò foi ditada por interesses da equipe. nada mais.

    A união dos dois num primeiro momento era pelo esporte, tornando-se mais para frente uma união familiar e agora os laços pelo esporte precisam ser rompidos e, consequentemente, a família.

    A família, então, é uma casualidade da união esportiva nesse caso específico, sendo a história do doping interligada aos dois. E ninguém pode dizer qual protagonista nessa história tinha mais influência sobre a vida do outro, ou vice versa, nessa teia mútua de doping. Em análise mais profunda, desde o princípio parece ter havido uma relação tipo “no doping estaremos para sempre conectados” (Sid e Nancy, anyone ?).

    Como muitos outros atletas e suas esposas/parceiras (ex. Dario Frigo, Rumsas, Marion Jones, etc.) a decisão de Riccò parece ter sido orquestrada entre todas as partes interessadas, ou seja : Ele, ela, a equipe e provavelmente a federação italiana de ciclismo.

    A única hipocrisia pertence àqueles que apontam o dedo e denunciam Riccò como um hipócrita, enquanto complacentemente continuam acompanhando o ciclismo profissional, o qual é uma farsa ainda maior por cinicamente levantar a bandeira contra o doping, escolhendo a dedo quem deve ou não cair na “malha fina”.

    Por outro lado, aqui nessa discussão, ninguém está considerando o que o próprio Riccò afirmou a respeito de seus motivos , solicitando à sua companheira Vania que dissesse a verdade e que tivesse a amostra “B” testada para contra prova.

    Até o presente momento, Vania não está disposta a colaborar, ou mesmo abrir o jogo com o Riccò sobre o que realmente aconteceu, ao contrário dele que disse ter PREVIAMENTE confessado à ela em privado antes de ser pego e fazer qualquer pronunciamento a imprensa sobre o que todos já sabemos.

    Então, se a Vania está mentindo para ele e dada a atual situação entre os dois, eu pergunto qual a razão Riccò tem para continuar esse turbulento relacionamento ?