A jóia da hora

Quando a UCI proibiu bicicletas “exóticas” para o seu recorde oficial da hora justificou-se dizendo que o fator humano deveria prevalecer sobre o fator equipamento.

Simplicidade. O homem faz a diferença, a bicicleta não.

bici

Segundo a Wikipedia, a peça acima exposta num museu em Bruxelas é a mesmíssima utilizada pelo Canibal em 1972 (foto abaixo):

A certeza que eu tenho é que são bem parecidas (notei uma diferença no adesivo frontal da bicicleta).

Mas, se olharmos atentamente, faltam alguns detalhes importantes como os furos para aliviar peso no guidão (Cinelli Champione del Mondo), canote e pedivela (Campagnolo Super Record com as letras E-D-D-Y), tudo customizado por Pino Morroni.

Já a bicicleta abaixo teve a imagem publicada no Bicycle Guide em março de 1991 sob o título “Eddy e a hora”. Aparentemente tudo, exceto o adesivo (já da fábrica dos anos 80 e o selim aparentam ser idênticos. Mas todos os furos, inclusive a customização do pedivela estão presentes.

Já a bicicleta abaixo percorria os EUA numa exposição “Dell’ora Record”. A diferença mais óbvia é o adesivo (não parece o original Colnago, mais parece com essa De Rosa). Infelizmente a foto não tem uma resolução muito boa para checar os detalhes.

Mas afinal, onde está a bicicleta utilizada por Merckx na prova? Há quem diga que está com ele, escondida embaixo da cama (informação não confirmada).

Recentemente a Cinelli divulgou as imagens abaixo, informando que o quadro encontra-se em seu poder, assim como as bicicletas de treino:

Um outro sujeito chamado Tom Pham afirma que o quadro é seu. Para comprovar, divulgou as imagens abaixo nesse fórum. Abaixo é a foto do seu quadro.

Ele fez então, uma sobreposição de imagens: a do seu quadro e da foto divulgada na Bycicle Guide (reparem que deixamos de falar em QUAL é a original e falamos em ONDE ela está). Também estamos falando apenas do QUADRO, ou seja, a ALMA da bicicleta.

Aparentemente TUDO coincide e convém lembrar que essa geometria não era a usual da fábrica para quadros: ele tem o tubo do selim mais reto. Abaixo o detalhe de um método para aliviar peso com estilo.

O pedivela e a corrente vazada (quantos anos isso levou para entrar em produção?).

O tubo do garfo “aliviado” por Pino Morroni:

E a assinatura dos dois gênios: Ernesto Colnago e Eddy Merckx.

Resumindo: onde ela está e qual delas é a original eu não sei. Mas que o homem era um maníaco pelo assunto, tenho certeza.

10 respostas para A jóia da hora

  1. Bruno disse:

    Na verdade a original está na minha casa! =)

  2. Gabriel Sousa disse:

    O canibal deve ter bem guardado ehehhehe

  3. com certeza ta na mão do canibal!!!!

  4. jucaxc disse:

    Na verdade a bicicleta da primeira foto está em uma estação do metrô da linha 1B em Bruxelas ( Bélgica ) . Essa estação foi aberta em 2003 . O legal é que ela está em um display exposta e você pode tirar uma foto ao lado dela e nem paga !

  5. Ricardo Bruggmann Muhle disse:

    Muito engraçado a “tecnologia” daqueles tempos. Os furos no guidon que ficam expostos a corrente de ar (que não estão cobertos pela fita) servem só pra piorar a aerodinâmica (tá certo que deve ser questão de pentelhéssimo!). Como curiosidade, o Sosenka pra bater o record atual usou uma roda traseira de 3,6 Kg. E dá-lhe inércia…rsrsrs

  6. Ricardo Bruggmann Muhle disse:

    Corrigindo; 3,2 Kg. A bike toda tinha 9,8.🙂

  7. Antonio Carlos Alves disse:

    O México tinha (ou tem ainda) 2 fábricas de bicicleta

    A Windsor e a Condor. O Velódromo de madeira (não coberto) tinha sido inaugurado nas Olimpíadas de 1968.

    O Eddy Merckx foi no México pelo altitude onde o ar era mais rarifeito. Além do interesse da Molteni as máquinas de Café, e da bicicleta Colnago e claro da marca mexicana de bicicletas Windsor que aproveitou da situação e quase estraga a festa do “Arnesto” (Colnago) que não convidou. (Ou não queria o adesivo da bicicleta mexicana na sua preciosidade alaranjada)

    Até o Rei da Bélgica estava presente

    Bem onde etá a bicicleta verdadeira? nem o Jucaxc sabe.

    A polêmica está lançada. Uma coisa é certa na época não se usava (Não havia)canote de selim preto.

    é só ver o filme do Recorde da Hora.

    Ah! os furos? bem, era para aliviar o peso (rs)

    Até o Tony Rominger anos mais tarde encheu de furos a sua bike

    Coisas do ciclismo

    Antes que eu esqueça a esposa do Eddy Merckx não é francesa. Ela é belga filha do então treinadorLuciem Acou da seleção belga e depois treinador do Merckx.

  8. Juca disse:

    Coments legais do Ricardo Bruggmann e do Antonio !
    É Antonio . Esse vai ser um segredo dos mais guardados … eu tb creio que ela deve estar com o próprio Merckx .

  9. Tulio disse:

    Aí, adicionando mais informação:

    http://prollyisnotprobably.com/2009/11/merckx_mondays_12.php#more

    …parece que está debaixo da cama do Canibal mesmo!!!

    abraços

  10. […] O Maglia Rosa publicou dois posts muito, mas muito legais mesmo sobre o canibal devorador de títulos Eddy Merckx e sua bem sucedida tentativa para destruir o recorde da hora. […]