E agora, Basso?

1 Vincenzo Nibali (ITA) Liquigas-Doimo
2 Ivan Basso (ITA) Liquigas-Doimo           + 0:13

Algumas opções:

1. Tirar a bunda do selim é mostrar por que você é o capitão;

2. Usar o seu poder de capitão lá nos bastidores e assumir a ponta da prova;

De todo modo, faça isso logo, antes que o seu gregário comece a sentir o gosto doce da fama. Depois vai ser mais difícil de tirar.

33 respostas para E agora, Basso?

  1. waldeir disse:

    o dracula ficou nervoso porque seu companheiro que não tomou sangue sobrou , isso que é lider , fin para dracula…

  2. FAB1000 disse:

    O Basso tem que tomar cuidado pra não tomar uma Cunegada!

    Mas como o Nibali estava se preparando pro Tour junto ao Kreuziger, pode ser que não guente o tranco até a terceira semana. Vamos ver…

    A vantagem dele pode ser a mesma que o Cunego teve ao ganhar do Simoni. Todo mundo marca o Basso e o moleque vai embora. Se conseguir escapar em uma etapa com chegada em montanha, aí pode ser que já era pro Basso.

    A italianada está empolgada com ele.

  3. Gabriel Sousa disse:

    Não vejo o Niballi como gregário, tal como o ano passado o Pelizotti não o era.
    A Liquigas consegue ter sempre dois chefes de fila e ter bons resultados assim mesmo. Na estrada mostram quem é mais forte!

  4. Thomas disse:

    Basso é passsado…

  5. KADU-Mobile disse:

    Discordo. Ainda acho que o BASSO é o chefe de fila da Liquigas. Ele está bem posicionado e é o queridinho da Liquigas.

  6. Henrique disse:

    Concordo com Gabriel, mas também concordo com thomas: Basso já era!

    • Zaka disse:

      Ainda é cedo, a prova é longa e com os quilômetros acumulados nas pernas é que os fortes aparecem. O Basso a gente sabe que vai assim até o fim. Não sei como é o Nibali.

  7. rodrigo fieira disse:

    Pode estar se formando a repetição de um certo Tour, onde um guri de amarelo ficou sendo marcado pelo favorito enquanto o verdadeiro chefe subia sozinho um morro famoso. Alguém lembra disso?!
    Tirar o peso da marcação seria uma boa pro Terrible, é uma pena ele ter voltado pro planeta de origem e abandonado o hospedeiro.

    • Zaka disse:

      Mas na ocasião o marcador era um corredor tonto e o Vino é muito mais esperto do que ele. Acho que esse golpe não funciona mais.

  8. FAB1000 disse:

    Scleckão – Evans = Sastre

  9. Juca disse:

    Vamos ver até onde o “golden boy ” vai … Basso depois da OP nunca mais foi o mesmo Kkkkk

  10. Facchini disse:

    Não acho Nibali gregário ao menos não tão gregário assim, mas como Zaka disse com as montanhas chegando e o acumulo de kms é que os fortes se destacam.

  11. leonn disse:

    Fieira e Zaka,

    de quem vocês estão falando?

  12. Zeca Blak disse:

    Nibali, hj, tem mais perna Basso. Fato. Resta saber se terá cabeça…
    Vino tá com tudo, num TT duro como esse de hj, no último Km o cara ainda tinha gás pra gesticular feito um doido pros desgarrados. Impressionante!
    Decepcionado com o desempenho de hj do Fischer. Com menos de um terço do trajeto percorrido ele já saiu da roda da equipe. Alguém sabe dizer se aconteceu alguma coisa em especial ou foi falta de perna mesmo?
    Giro esquisito esse!

  13. Facchini disse:

    quanto ao Fischer foi falta de perna mesmo, segundo o que ele proprio disse no twitter faltou ritmo e treino, TTT é assim, sem treino não vai, a Garmin de uma maneira geral decepcionou hoje.

  14. José Carlos SBC/SP disse:

    E se o Nibali achar que pode ganhar o Giro?
    É melhor um bom desempenho no TdF ou vencer o Giro?
    E se ele sentir que dá, os planos não podem ser alterados???
    Não custa sonhar né….

  15. (vandinho) G. de Oliveira disse:

    opinião minha…
    se o Basso não fizer uma revira volta ate no fim de semana eu não sei não… eu acho que o Nibali vai embora
    eu acreditei nele desde quando vi seu nome na lista da Liquigás
    espero não estar errado

  16. João disse:

    Na minha opinião ver o Nibali com a camisa rosa é a melhor coisa que o Basso poderia ter acontecido, dessa forma o Basso vai correr sem pressão nenhuma nesse momento, vai estar relaxado p/ as próximas semanas que é quando a montanha começa a aparecer e aí o Giro começa.

    Nibali é muito profissional, vai dar o sangue pra levar o Basso pro pódio, mas também tenho certeza que se o Basso escorregar ele não vai parar p/ dar uma roda na montanha.

    Eu nunca vi um Giro com tantos acontecimentos em 4 dias, tá muito legal!

  17. Augusto disse:

    Cara, o Murilo acabou de sair do hospital, treinou no rolo com o braço imobilizado, lançou o companheiro para uma vitória e ainda ficam decepcionado com o desempenho dele….

    Fazer o que?

  18. rodrigo fieira disse:

    leonn,
    Tour de France 2008. Alpe d’Huez.
    Schlequinho com a maillot jaune marcado de perto pelo Evans, que apostava tudo no tt. Só não contava que o Kiko Sastre estivesse tão inspirado naquele dia.
    Subiu sozinho a montanha. Pegou a etapa, a amarela e abriu uma diferença maior do que a capacidade de contrarrelogista do Cadel poderia buscar. E se tivesse mais morro, o Kiko teria aberto mais tempo.
    Mas chegou na frente do Andy…🙂

    Mas eu concordo com o professor, nessa aí, nem o marcador tonto cai de novo…

  19. leonn disse:

    Valeu, Fieira!

  20. FAB1000 disse:

    Não era o Andy Schleck não, era seu irmão mais velho Frank!!!!
    O Andy foi bem ano passado. Em 2008 ele era gregário, do irmão e do Sastre, e vestia a branca conforme pode ser visto no link abaixo.

    Sobre o incidente não acho que tenha sido burrada ou que o Evans tenha sido tonto. Acho apenas que ele demorou a receber a informação da sua equipe sobre o tempo que o Sastre já tinha aberto a frente ou a tomar a decisão de partir para diminuir a vantagem. Quando partiu pra dentro ainda tirou uma parte do tempo que o Sastre já tinha aberto ao atacar no início do Huez, faltando mais de 13km pro final, mas já era tarde pra colocar essa diferença dentro daquilo que seria possível de ter tirado no último contra-relógio, pois o espanhol foi muito melhor do que de costume.

    Andar sem equipe como ele correu contra uma seleção fantástica como a CSC tinhs com Cancellara, O’Grady, Voigt, Asle Aversen, os Schleck e o Sastre é muito duro, tem que dar um desconto também.

    • Zaka disse:

      Então o tonto não era o Evans, era o seu chefe. Se o cara tem pernas, manda ir pra frente, não deixa um escalador que tá colado na geral sair sozinho.

  21. rodrigo fieira disse:

    Valeu Fab1000, my bad!
    Mas é mais ou menos isso.
    Não quero aqui ficar ascendendo fogueira velha, só tenho minhas dúvidas de que tenha sido demora em ser acionado. Isso pode até ser uma boa desculpa. É até triste imaginar que um ciclista do nível do Cadel ficasse vendo o Carlos abrindo, uma curva atrás da outra, e permanecesse inerte, aguardando ordens. Aí se pode dizer que se fosse proibido o rádio, o Cadel teria ganhado o Tour…
    Pode até não ter sido um erro só dele, mas que teve boa parcela de participação.

  22. José Carlos SBC/SP disse:

    Pelo estilo de pedal, quem é o mais favorecido neste giro????

  23. José Carlos SBC/SP disse:

    Levando em conta o percurso é claro..

  24. Zeca Blak disse:

    Augusto,
    Fiquei decepcionado com o desempenho do Fischer mesmo sabendo que ele vem de uma queda com fratura e coisa e tal. Pro ciclista ser escalado pra uma grande volta, é preciso estar bem. Se o escalaram pro Giro, imaginei na minha leiga visão de torcedor que ele tinha se recuperado rápido. Ledo engano. Se num TTT de 32km o ciclista perde a roda da equipe com 12km percorridos, sendo apenas a quarta etapa da prova, não era pra participar dessa prova. O Murilo sempre se destacou pelo seu profissionalismo e acho que foi vacilo ter sido escalado pro Giro. Se foi vacilo dele ou do técnico, isso já é uma outra história, mas que fiquei decepcionado com seu desempenho de ontem, ah, isso eu fiquei. Tomara que ele se recupere e consiga ainda trabalhar pela Garmin ou, quem sabe até, sair numa fuga vitoriosa. Torço sempre por ele.

  25. leonn disse:

    Zeca, o TTT de ontem foi em ascenção constante, dê uma olhada na altimetria da etapa. TT é o cão desse tipo de competição, é um ritmo muito intenso do início ao fim. Talvez o cara se poupou por ter um time em que outros estavam em melhor condições que ele.

    Aliás, a etapa 16 com cronoescalada vai ser o bicho!

  26. FAB1000 disse:

    Pode ser que a dor sentida pode ser relativa a algum tombo sofrido, dentre tantos ocorridos, durante a competição.

    Sobre o Evans,não sei quem foi o tonto, se é que teve. Acho apenas que o Sastre foi mal avaliado, porque no momento de partida estava quase 1min atrás na geral e se tivesse colocado apenas 1min a frente, igualando o tempo, tinha sido colocado no bolso, como se tem dito últimamete, mas abriu 2min, colocou 1min na frente e andou barbaridade no CR final.
    Com pouco mais de 1min a frente na classificação geral, ninguém tinha certeza de que ele ia conseguir se manter a frente no final da etapa do sábado. Ainda tem que somar o fato do Evans não ter ido bem no cr final.

    Por isso acredito e erro de avaliação e não burrada.

    Burrada foi a do Valverde que foi pro carro do chefe, no meio de uma subida longa, em um dia complicado, pedir um “guaraná” pessoalmente e tomou uma entubada da CSC com O’Grady e Cancellara pedalando barbaridade no final daquela montanha e na descida e plano até a seguinte. Ele realmente foi tonto. rsrsrsrs

    • Zaka disse:

      Daí nascem as lendas e as expressões “valverdada”, “evanszada” (essa não ficou boa :|) e “cunegada”.

  27. leonn disse:

    evanszada = cadelada Ficou melhor.

  28. rodrigo fieira disse:

    É, agora tem também a Boonecada🙂