Giro d’Italia – Resultados Etapa 4

Até agora está interessante: 4 dias de prova, 4 líderes diferentes.

A diferença entre a Liquigas e a BMC ficou dentro do que eu esperava. Imaginei que a Astana ficaria mais próxima (será que o Conde Drácula pensava em ficar tão atrás?). Ele vai ter que se mexer agora: na minha opinião Nibali consegue até aumentar essa diferença na cronoescalada e perde no máximo 15 segundos na última etapa.

Preparem-se: ataques virão.

1 Liquigas-Doimo 0:36:37  
2 Sky Professional Cycling Team 0:00:13  
3 Team HTC-Columbia 0:00:21  
4 Team Katusha 0:00:27  
5 Cervélo TestTeam 0:00:38  
6 Astana    
7 Omega Pharma-Lotto 0:00:46  
8 Garmin-Transitions 0:00:49  
9 Team Saxo Bank 0:00:50  
10 Team Milram 0:00:57  
11 Rabobank 0:01:04  
12 BMC Racing Team 0:01:21  
13 Lampre-Farnese Vini 0:01:43  
14 Footon-Servetto 0:02:03  
15 Colnago-CSF Inox 0:02:08  
16 Quick Step 0:02:14  
17 Bbox Bouygues Telecom 0:02:19  
18 Caisse d’Epargne 0:02:21  
19 Androni Giocattoli 0:02:24  
20 Cofidis, le Credit en Ligne 0:02:28  
21 Acqua & Sapone 0:02:39  
22 Ag2R-La Mondiale 0:02:50  

Geral

1 Vincenzo Nibali (Ita) Liquigas-Doimo 10:44:00  
2 Ivan Basso (Ita) Liquigas-Doimo 0:00:13  
3 Valerio Agnoli (Ita) Liquigas-Doimo 0:00:20  
4 Matthew Goss (Aus) Team HTC – Columbia 0:00:26  
5 Andre Greipel (Ger) Team HTC – Columbia    
6 Alexandre Vinokourov (Kaz) Astana 0:00:33  
7 Vladimir Karpets (Rus) Team Katusha 0:00:39  
8 Richie Porte (Aus) Team Saxo Bank 0:00:45  
9 David Millar (GBr) Garmin – Transitions    
10 Paolo Tiralongo (Ita) Astana
27 Cadel Evans (Aus) BMC Racing Team 0:01:59
32 Carlos Sastre Candil (Spa) Cervelo Test Team 0:02:13
38 Michele Scarponi (Ita) Androni Giocattoli 0:02:35
41 Stefano Garzelli (Ita) Acqua & Sapone 0:02:49
44 Damiano Cunego (Ita) Lampre-Farnese Vini 0:03:45
50 Bradley Wiggins (GBr) Sky Professional Cycling Team 0:04:36
106 Gilberto Simoni (Ita) Lampre-Farnese Vini 0:11:04
167 Murilo Antonio Fischer (Bra) Garmin – Transitions 0:14:33

Anúncios

15 Responses to Giro d’Italia – Resultados Etapa 4

  1. Gabriel Sousa disse:

    A Liquigás deu sarrafo na concorrencia, Basso e Nibali em boas condições pra ganhar.

  2. leonn disse:

    Impressionante os 3 primeiros da Liquigas. Tudo bem que o TTT proporcionou isso.

    Por mais incrivel que possa parecer, tudo está em aberto. Creio que terá muito ataque, mas as montanhas decidiram o Giro e aí quem é melhor escalador nessa turma dos 10 aí?

  3. FAB1000 disse:

    Inacreditável a Liquigas em primeiro no TTT. Acho que nem eles esperavam.

  4. FAB1000 disse:

    E o Garzelli vai ter que remar muito depois desse CRE. Equipe muito leve para as montanhas, assim como a Androni Giocattoli, dá nisso.

  5. Filipe disse:

    Achei fenomenal o Vino no fim do TTT esperando o 48 … hahaha E pra quem viu na RAI a transmissão encerraram com o rosto do Nibali e do Vino um dando socos no ar e chamando o companheiro pra encerrar logo a etapa e o outro chegando tranquilo e sereno.

  6. rodrigo fieira disse:

    Como o Zaka comentou ontem, o Conde resolveu dividir a responsabilidade com a Liquigas, e como eu imaginei, acabou cedendo demais. Era pra ser só uns 4″, 5″. Alguém deve estar sendo empalado na Astana…

    O Garzelli tinha dito que o objetivo dele era defender a verde, ainda mais com os figurões que se apresentavam pra correr o Giro, agora ele tá de sangue doce, correndo sem pressão.

    Já o Cadel… vai ter que suar a arco-íris.

  7. FAB1000 disse:

    Alguém além de mim tem tido dificuldade de ler o que está sendo transmitido pela RAI na SKY?

    Acho que os caracteres que eles estão utilizando esse ano foi pensado para ser utilizado em transmissão de televisão digital, que não é o nosso caso pois não tem RAI na SKY digital.

  8. FAB1000 disse:

    Não sei não Rodrigo, acho que nego abriu o bico mesmo durante a prova. Ele deve ter esguelado os caras.

    Duvido que alguém como o Vino, que está tentando recuperar o prestígio queira deixar de utilizar a magliarosa e ao meu modo de ver ele não subestimou seu time ou a concorrência da Liquigás, que foi melhor do que todos esperavam, inclusive eles mesmo.

  9. Facchini disse:

    as condições do tempo mascararam um pouco a força real das equipes, até a Cervelo fez um bom trabalho.

  10. Pedro (Barcellos Sports) disse:

    é o Nibali parece estar em ótimas condições.. nunca fui muito com a cara dele, mas ele é bem a cara da Italia né?.. mas quem sou eu para não ir com a cara do cara rsrsrs..

    Prefiro o Basso e to torcendo por ele..

    Já tão chamando o cara de salvador do ciclismo italiano no cycling news ??? hahaha Mídia podre..!!

  11. waldeir disse:

    o dracula bebeu todo o sangue e não deixou p/o seu companheiro e depois ficou nervoso quem manda tomar todo o veneno e não deixar pra ninguem

  12. FAB1000 disse:

    Salvador certamente não é Pedro, mas é uma luz no fim do túnel, no caso deles, para as grandes voltas.

    Qual moleque italiano tem despontando por aí?
    Nos sprints, overall ou TT?

    Pra montanha sempre tem um ou outro que aparece, mas para as principais provas só vejo ele, o lígua de cobra e o Cunego, que não aposto um real.

    Eu gosto do jeito doido de atacar do Vino, mas estou torcendo pro Basso se “regenerar”. Se é que isso vai ser possível com essas montanhas mega inclinadas que não são boas pro seu estilo mais passista dentre os montanhistas. O espantalho teria muito mais chances de levar na geral, ao meu ver, mas deu mole no consumo de mariola…

  13. Facchini disse:

    a italia ainda tem bons ciclistas não acho o Nibali o salvador dos italiano.

    eles tem Pozzatto pras classicas, Petacchi nos sprints, Ricco, Cunego, nas escaladas..

    Quem ta mal mesmo é a França, alguém conhece o futuro Frances?

  14. FAB1000 disse:

    Mas o Petacchi já está indo pro final da vida ciclistica dele e o Pozzato não o substituiu como muitos pensavam quando venceu a Milão-San Remo. Ele se voltou mais para as clássicas duras de primavera.

    Cunego não vai liderar o ciclismo italiano e o Riccò é uma incógnita. O Basso depois da licença forçada nunca mais foi o mesmo. Até o momento o Nibali é realmente aquele que aparece como sendo o futuro para eles. Vamos ver se ele aguenta a pemba nos anos que virão.

    Pode ser que se torne um Valverde, um excelente ciclista, mas não um rei das grandes voltas como veio a se tornar o Contador.

    A França tem a prova mais importante, mas a paixão pelo esporte não é tão grande como já foi um dia e isso tem complicado a situação deles.