Floyd *&$#*! Landis

Pelo visto, ele está fazendo novos “amigos”.

11 respostas para Floyd *&$#*! Landis

  1. Roberto Smera disse:

    Armstrong também pensava que tinha muitos. Inclusive duas pessoas ligadas a ele na equipe USPS, bem como sua ex-mulher Kristin Armstrong (aquela que ele deu um pé na bunda depois que se curou do câncer), estão dispostas a colaborar com o Agente Federal que já está cuidando do caso. Isso sim é ter amigos de verdade !

    Se ele fosse minimamente esperto, teria dado um lugar ao Landis na equipe RS, evitando esse escândalo que irá desmascarar de uma vez por todas quem ele realmente é.

  2. wagner disse:

    ¿un ratón?

  3. Will Barbosa Bike e etc. disse:

    gente, nem esperem por isso……num vai dar em nada! é muita grana envolvida e imagem e paixão e mitos e etc etc etc….
    ninguem vai conseguir “matar o mito e o próprio ciclismo” com esse lance de “desmascarar” o E.T.
    mas que dá notícia isso dá! rs

  4. waldeir disse:

    o sr. roberto é um deles deve ser amigo do landis e também amigo do leão lodo não vi em lugar algum falando que a ex de lance ia ajudar em alguma coisa e aonde estava escrito que ela deu um pé nele acho que isso e coisa de programa da tarde tipo fofoca mais é assim mesmo.a vida segue com lance com landis com fofocas e outras coisas ma o bom e ver o giro isso é prova . mas como não é bom falar em basso se não vão falar que ele é isso , aquilo que a irma dele é …..]
    que foi pega nisso naquilo

  5. Antonio Carlos Alves disse:

    Não resta duvida que o Floyd Landis é um rato

    E o Lance Armstrong uma raposa velha

    Os dois deviam ficar nas suas tocas quetinhos.

    Enquanto isso o Giro está “Bello” com ciclistas fazendo bonito, que tiveram problemas com o doping(Basso e Vinokourov), mas pagaram as sua penas e agoram estão lá de novo dando espetáculo

    A etapa da subida ao Monte ao Monte Zoncolan foi um colirio para os olhos. Não dá para esquecer.

  6. Roberto Smera disse:

    Olá Will Barbosa,

    Por qual motivo você acha que a investigação já em andamento pelos Federais nos EUA não dara em nada ? Concordaria com você que isso não daria em nada, caso o Armstrong agisse como sempre agiu quando é ameçado, ou seja, levando o caso para a justiça e acabando com seus acusadores através de polpudos processos por difamação.

    Pergunta nr. 2 : Porque dessa vez ele não ameaçou levar tais acusações para o Tribunal ? E mesmo que levasse para o tribunal, o que o Landis teria a perder ? Aqui eu respondo que absolutamente nada, já que sua carreira bem como a vida particular chegaram literalmente ao fundo do poço.

    Pode ser que ninguém consiga matar o “mito”, como você mesmo falou. Afinal, o mundo está cheio de iludidos que pensam que o Armstrong é maior do que o esporte.

    Em tempo, em referência ao meu post no tópico “Landis abre o bico” aqui no Maglia Rosa, tenha em mente que dois ex-companheiros de equipe do Armstrong estão tendentes a cooperar com a justiça, conforme esse artigo do jornal New York Times. Boa leitura.

    http://www.nytimes.com/2010/05/22/sports/cycling/22cycling.html

  7. Roberto Smera disse:

    Waldeir,

    Porque ao invés de você atacar o mensageiro, dizendo que sou amigo de fulano ou ciclano, você não “ataca” a mensagem, trazendo seus pontos relevantes a discussão ?

    Fácil atacar quando você não tem argumentos para sustentar de forma inteligente sua opinião sobre o assunto. Ainda mais quando não tem a coragem de se identificar, não é ?

    Novamente, para que não tenha trabalho, aí vão alguns links para elucidar o que escrevi e que você teve dificuldades de encontrar :

    1 ) – De acordo com relatos, Ex-mulher de Armstrong está cooperando com a investigação de doping

    Fonte : Velonation – http://www.velonation.com/News/ID/4283/Armstrongs-ex-wife-reportedly-cooperating-with-doping-investigation.aspx

    2 ) – Aqui, irá encontrar a passagem onde seu ídolo literalmente abandona a ex-mulher após o tratamento de câncer (inclusive foi ela que ficou ao lado dele durante toda a doença), para levar a vida de “playboy”.

    http://cozybeehive.blogspot.com/2009/11/8-things-on-lance-armstrong-from-other.html

    Sugiro que escolha o tradutor indicado pelo Zaka aqui no site (Google Translator), caso tenha dificuldade com a língua estrangeira.

  8. José Carlos SBC/SP disse:

    Está no site do prologo, a UCI se pronuncia sobre Lands, e deu o esperado: passado é passado.

  9. Roberto Smera disse:

    Olá José Carlos,

    Conforme o site Prólogo por você mencionado, a UCI não fez qualquer pronunciamento sobre o Floyd Landis e sim nega a ocorrência dos supostos resultados de doping positivos, ocorridos entre anos de 2001 e 2003, fato altamente duvidoso em minha opinião.

    A matéria, muito superficial e incompleta, ainda destaca o ano de 2001, ocasião em que o Armstrong teria retornado um resultado positivo.

    Aqui, novamente o tal Prólogo convenientemente ignora a “doação” (propina ?) de USD 100.000 (valor ainda desconhecido que pode chegar a USD 500.000) feita pela Armstrong diretamente a UCI no ano de 2005, caracterizando um CLARO conflito de interesses entre as partes.

    A acusação de que um teste positivo tenha sido supostamente ignorado em retorno de um acordo financeiro é perturbador e constitui séria ameaça a suposta integridade da UCI, fato que também já está sendo investigado.

    Fonte : Entrevista de Pat McQuaid a imprensa durante o Giro, reconhecendo o erro em receber a doação de Armstrong :

    http://www.cyclingnews.com/news/mcquaid-acknowledges-
    accepting-armstrong-donation-a-mistake

    Fonte : Entrevista com áudio da referida doação de Armstrong a UCI

    http://www.thepulse2007.org/?p=80

    Portanto, José Carlos, o caso está LONGE de ser concluído, eis que muitos fatos ainda serão investigados dentro e fora dos EUA. Lembrando novamente que um Agente Federal que trabalha para a FDA e já colocou ex-dopados na cadeia, está trabalhando no caso.

    Finalmente, discordo de sua afirmação quando escreveu que “Passado é Passado”. Alguns como você podem até querer que tudo seja deixado para trás, sob a alegação que o ciclismo tem que seguir em frente, que o espetáculo é que vale, etc.

    No meu caso, quero que a VERDADE venha a tona, servindo de exemplo para meus filhos e dando esperança para a nova geração de atletas no futuro.

    Um abraço.

  10. José Carlos SBC/SP disse:

    Caro Smera,
    Compartilho a mesma opinião com vc quanto ao doping.
    Gostaria que não houvessem ciclistas protegidos, muitos falam que varios ciclistas nunca foram pegos mas que certamente pedalam dopados, isso não poderia acontecer.
    Quando coloquei que passado é passado, não disse que gostaria que fosse assim, muito pelo contrario, só acho que o poder econômico neste caso específico pode falar mais alto, devido a a repercusão gerada pela volta do LA ao TdF.
    Concordo com vc que quem erra tem que pagar, mas tenho os pés no chão e sei que nem sempre as coisas saem como queremos (não sei se influenciado por ser brasileiro e estar acostumado nas coisas sempre acabarem em pizza).
    Se QUISEREM achar alguma coisa, com certeza acharão, agora fica a duvida: Se acharem, irão divulgar ou não?

  11. Roberto Smera disse:

    Caro José Carlos,

    Se enxergar pelo ângulo da fraude, irá constatar a relevância das acusações. Acho que a grande maioria das pessoas concorda que o esporte se tornou um grande negócio. E é unicamente através dele que é possível ganhar muito dinheiro através da trapaça.

    A trapaça que chamamos de doping ainda não é considerada como crime especificamente nos EUA, mas caso haja motivação suficiente pelas agências de investigação a ir fundo nesse escândalo do Armstrong, creio que um processo de Fraude Genérica Federal poderá ser aplicada, abrindo um novo capítulo na justiça daquele país.

    Tenha em mente que minha colocação acima não necessariamente implica em convicção, ou mesmo numa acusação direta ao Armstrong, terminando sua carreira como ciclista e operador em sua fundação de luta contra o câncer.

    Entretanto, tudo o que a justiça federal precisa no momento é a deposição de duas ou mais testemunhas dispostas a confessar o que acontecia dentro da equipe. E tenha certeza que ela irá “apertar os calos” até conseguir o que quer. Os Federais sabem muito bem como conseguir as informações que precisam e acho que não preciso dizer que a omissão ou mentira daqueles que forem questionados trará graves conseqüências a suas vidas públicas e carreiras.

    Uma analogia interessante é o que aconteceu com o Ullrich na Alemanha. Suspeitava-se que havia mentido em uma deposição civil, tentando acobertar através de ameaças de processo o envolvimento de seu nome no escândalo “Puerto”. As autoridades federais da Alemanha, por sua vez, possuíam informações suficientes e conflitantes, se interessaram pelo caso e perseguiram a carreira dele até ser efetivamente terminada.

    Enquanto a corrupção dentro da UCI existir, sempre irão existir os ciclistas protegidos que mencionou, bem como aqueles que servirão de exemplo, os chamados “bodes expiatórios” ou peixes pequenos, condenados para mostrar que o sistema do passaporte biológico “funciona”.

    Assim como você, e aqui fico feliz que tenha essa lucidez, gostaria que esse escândalo não fosse abafado como todos os outros em que o Armstrong esteve envolvido e que, através de sua poderosa máquina de propaganda, foi capaz de abafar e sair sempre ileso.

    Perceba que as coisas mudaram bastante. A mídia não está ao lado dele dessa vez e sim contra ele. Basta ler as notícias dos principais jornais esportivos nos EUA, bem como outros órgãos importantes de notícia, para constatar que a opinião pública, pela primeira vez, parece se voltar contra ele.

    Concordo que pode ser difícil que ele seja convicto pelas acusações levantadas, no que diz respeito a fraude. Mas para a limpeza do esporte que tanto amamos, tal fato é irrelevante no momento.

    Desculpe por ser repetitivo, mas uma investigação federal minuciosa e cuidadosa pode, sozinha, revelar a verdade e tornar todo esse escândalo público. Nesse caso, Armstrong não estará em posição para se defender e gritar nos microfones, até que seja indiciado (se é que isso irá acontecer). Sua carreira será para sempre marcada.

    Quem sabe não apelaria para a quinta emenda, recusando-se a testemunhar para evitar se incriminar através de suas próprias alegações ?. Tudo não passa de conjectura, José Carlos.

    Todavia, diferente de muitos, acho que ambos sabemos somar 2+2, não é ? Basta apenas ler as evidências, para que possamos chegar a conclusões inteligentes sobre o que ocorre.

    Para não mais me delongar, gostaria de mencionar o caso “Barry Bonds”, atleta com “status” de estrela similar ao Armstrong, apenas pertencente a outro esporte (baseball).

    Bonds foi estúpido suficiente para mentir sob juramento ao mesmo Agente Federal no encalço do Armstrong (Jeff Novitzky), sendo indiciado por perjúrio. Veja que ele ainda está para ser julgado em corte, mas sua carreira e reputação foram efetivamente terminadas.

    Finalmente, gostaria de agradecer ao Zaka por manter esse espaço, permitindo uma discussão aberta e inteligente sobre esse assunto de extrema relevância para todos nós.

    Abraços a todos.