Antigas fotos em rosa

Jacques Anquetil, Felice Gimondi e Eddy Merckx.

Laurent Fignon e Bernard Hinault.

Marco Pantani e sua trupe.

11 respostas para Antigas fotos em rosa

  1. Antonio Carlos Alves disse:

    Falar o quê Zaka?

    Só existe uma palavra OBRIGADO Zaka.

    Resgatar a história é um sentimento nobre que só alguns poucos possui e você é um deles.

    Você é um mestre nesse assunto e, por isso que o Maglia Rosa é o melhor blog do mundo

    Quem não tem passado não tem história, ou seria quem não tem história não tem passado.

    Um pouco de saudosismo não faz mal pra ninguém.

    Palavra SAUDADE quem seria que inventou?
    Não sei, porém uma certeza eu tenho,
    pela primeira vez chorou.

    O ciclismo foi, é, e sempre será lindo.

    Abraços a todos os companheiros deste blog

    Vamos aguardar o Tour

  2. Anderson disse:

    Lembranças de uma época em que camisa era tao simples quanto a bicicleta. O que foi unico, esses ciclistas que duelavam pelo asfalto, mostrando sua força e garra. “Sem tecnologia” ultra moderna, pedalava-se mais, muito mais. Nao vivi esta época, contudo interagir com isso através de fotos e videos da época, nao tem palavras.

    Tutto in rosa in questa vida!!!

  3. Sou só eu, ou vocês também concordam que a “maglia rosa” do passado (em particular da segunda foto), sem as “frescuras” de hoje em dia, era muito mais bonita?

  4. Juca disse:

    Essa foto do Pantani e de seus gregários da Mercatone-Uno demonstra como como era a união da equipe em volta do lider , ao contrário de um tal vampiro desse ano …

  5. José Carlos SBC/SP disse:

    Quanto ganha o top de hoje e quanto ganhava o top de 20 anos atras?
    Tudo marketing, exposição de marcas e por aí vai……
    Sem o patrocínio hoje, nenhuma modalidade sobrevive, daí essas camisas alegóricas.

  6. Perfeito, José Carlos. É perfeitamente compreensível a necessidade de carregar patrocínios nas roupas esportivas.

    Mas que sem eles as camisas eram muito mais lindas, ah, isso eram!

  7. Facchini disse:

    concordo com o José, mas achar mais bonita as classicas não é crime, e eu acho bem mais bonito as lisinhas, realmente em especial a da segunda foto.

    Acho também muitooooooooo melhor, aqueles que usam só a Maglia Rosa e não o uniforme todo Rosa, como a bike e tal.

    O Arroyo tava a Penelope charmosa, o Basso num dia usou como eu falei, só a Maglia Rosa e o resto tudo igual da Liquigas, mas no ultimo crono, ele ja tava de bermudinha rosa também…

  8. Gabriel Sousa disse:

    O Zaka presentei-nos quase todos os dias com pedaços maravilhosos da história do ciclismo. Uma palavra resume tudo: Obrigado.

  9. rodrigo fieira disse:

    Facchini, a roupa de TT é uma peça única, talvez por isso (evitar costuras extras) a parte de baixo tenha ficado da mesma cor da parte de cima. O resto das coisas do Ivan eram nas cores da equipe.
    Gostaria de ver mais ciclistas da velha escola.

  10. Antonio Carlos Alves disse:

    Verdade rodrigo fieira as cores de lider do Ivan Basso era somente uma peça única, pode reparar que bicicleta “botinha” luvas, tudo era Liquigás.

    Pode ser que não houve tempo para fazer o carnaval rosa, ou que a Liquigás, não permitiu.

    Entretanto o David Arroyo mais parecia a pantera cor de rosa com oculinhos de aro cor de rosa e tudo(a meu ver ridiculo), mas tem gente que gosta. O Alberto Contador e outros tb fizeram o mesmo. Vejam não culpo os ciclistas que são pagos pelos patrocinadores e, um dinheirinho extra, não faz mal para ninguém. Mas que eles não tem personalidade, isso eles não tem mesmo.

    Provavelmente o Bernard Hinault que era machão (de dar porrada) não iria usar isso.

    O percursor destes exageros foi Mário Cipolini, mas ele era um gozador e de caráter extrovertido.

    Já vi de tudo, capacetes e bicicletas pintados com os mais variados motivos. Lembro de uma bicicleta do lider de montanha do Tour pintada de branco com bolinhas vermelhas (parecia que tinha dado catapora)

    Quem ia ficar feliz usando esses modelitos era o ex ciclista Robert Millar.

  11. rodrigo fieira disse:

    Sabe Antônio, eu to achando que isso é coisa de cada ciclista mesmo. No Giro de 2006 o Ivan vestiu a maglia rosa mais da metade da corrida e a única firula que usou, se não me trai a memória, foi o Bell Sweep cor-de-rosa na última etapa, que terminava em Milão, fora isso, era tudo CSC. Ah, naquele Giro o macaquinho do TT também era todo rosa, mas o resto era tudo CSC.
    Parece que outro que adora essas frescuras é um belga, hehehe.