Critérium Du Dauphiné – Etapa 4

10/junho/2010

Contador só na marcação ao líder.

1 Nicolas Vogondy (Fra) Bbox Bouygues Telecom 6:03:25  
2 Romain Sicard (Fra) Euskaltel – Euskadi 0:00:12  
3 Janez Brajkovic (Slo) Team Radioshack 0:00:15  
4 Alberto Contador Velasco (Spa) Astana    
5 Reine Taaramae (Est) Cofidis, Le Credit en Ligne 0:00:18  
6 Pierre Rolland (Fra) Bbox Bouygues Telecom    
7 Jurgen Van Den Broeck (Bel) Omega Pharma-Lotto    
8 Eros Capecchi (Ita) Footon-Servetto    
9 Rémi Pauriol (Fra) Cofidis, le Credit en Ligne 0:00:23  
10 Denis Menchov (Rus) Rabobank

A turma da Bbox está bem não acham? Pra quem não cheirava nem fedia, estão aparecendo bastante nos últimos dias.

Geral
1 Janez Brajkovic (Slo) Team Radioshack 16:25:44  
2 Tejay Van Garderen (USA) Team HTC – Columbia 0:01:15  
3 Alberto Contador Velasco (Spa) Astana 0:01:41  
4 David Millar (GBr) Garmin – Transitions 0:01:56  
5 Nicolas Vogondy (Fra) Bbox Bouygues Telecom 0:02:43  
6 Denis Menchov (Rus) Rabobank 0:02:55  
7 Jurgen Van Den Broeck (Bel) Omega Pharma-Lotto 0:03:06  
8 Christian Knees (Ger) Team Milram 0:03:10  
9 Reine Taaramae (Est) Cofidis, Le Credit en Ligne 0:03:28  
10 Gorka Verdugo Marcotegui (Spa) Euskaltel – Euskadi 0:03:29

Anúncios

Quem é o ciclista? (2010 – 20)

10/junho/2010

A última pergunta da segunda etapa.

2a. categoria – 5 pontos

RESPOSTA: o famosíssimo Mario Confete.

+ 5 pontos pro Juca.


Antes tarde do que nunca

10/junho/2010

O Juca me alertou sobre essa notícia do Cyclingnews.

Eugene Van Roosbroeck, um ancião belga de 82 anos recebeu nesta semana uma medalha de ouro ganha nos Jogos Olímpicos de Londres de… 1948!

Sim, é isso mesmo. 1948.

Seu companheiro de equipe Lode Wouters, um jovem de 81 anos estava muito doente para comparecer à cerimônia e vai receber a sua medalha posteriormente. O terceiro integrante da equipe, Leon Lathouwer,  já passou desta para melhor e vai ficar sem medalha.

Basicamente o que aconteceu foi o seguinte: durante a prova de estrada Lode Wouters ficou em terceiro lugar, Leon em quarto e Eugene em nono. Na soma geral das classificações, eles venceram a prova por equipes (não individualmente). Graças à desorganização e ao sistema informatizado da época, os resultados sairam alguns dias depois, quando eles já estavam na Bélgica.

Até aí tudo bem. O que eu não entendi foi por quê levaram 62 anos para fazer a entrega das medalhas. Não dava pra ser na semana seguinte?


Critérium Du Dauphiné – O bretele da Quick-Step

10/junho/2010

Modelo 2011!

Isso deve doer.

(Dario Cataldo, Quick-Step após seu escorregão).