Tour de France 2010 – Resultados Etapa 9

Hoje foi a vez de Evans fraquejar e dar adeus ao pódio. Agora restam os dois principais favoritos com Sanchez e Menchov aparecendo em seguida.

1. CASAR Sandy 62 FDJ 5h 38′ 10″  
2. SANCHEZ Luis-Leon 161 CAISSE D’EPARGNE 
3. CUNEGO Damiano 201 LAMPRE – FARNESE 
4. MOREAU Christophe 166 CAISSE D’EPARGNE + 02″
5. CHARTEAU Anthony 153 BBOX BOUYGUES TELECOM
6. CONTADOR Alberto 1 ASTANA 5
7. SCHLECK Andy 11 TEAM SAXO BANK 
8. SANCHEZ Samuel 181 EUSKALTEL – EUSKADI + 52″
9. RODRIGUEZ OLIVER Joaquin 77 KATUSHA TEAM + 02’07”
10. LEIPHEIMER Levi 25 TEAM RADIOSHACK
13. MENCHOV Denis 191 RABOBANK + 02’10”
15. BASSO Ivan 41 LIQUIGAS-DOIMO + 02’50”
18. ARMSTRONG Lance 21 TEAM RADIOSHACK
20. VINOKOUROV Alexandre 9 ASTANA + 03’48”
27. SASTRE Carlos 91 CERVELO TEST TEAM + 04’55”
30. WIGGINS Bradley 31 SKY PRO CYCLING
42. EVANS Cadel 121 BMC RACING TEAM + 08’09”

Geral

1. SCHLECK Andy 11 TEAM SAXO BANK 43h 35′ 41″  
2. CONTADOR Alberto 1 ASTANA + 00’41”
3. SANCHEZ Samuel 181 EUSKALTEL – EUSKADI + 02’45”
4. MENCHOV Denis 191 RABOBANK + 02’58”
5. VAN DEN BROECK Jurgen 101 OMEGA PHARMA – LOTTO + 03’31”

No meu ponto de vista, o tempo que separa Schleck de Contador ainda é muito pouco: o espanhol deve tirar no mínimo 2 minutos no CRI final. Salvo alguma tragédia pessoal, a diferença deve se manter até os Pirineus. E tenho minhas dúvidas se é uma boa estratégia pegar a amarela tão cedo (sobrecarrega a equipe e dá uma responsabilidade danada). Porém, olhando por outro ponto de vista, se ele não assume a liderança, deixar ela para qualquer um dos que estavam tão próximos seria perigoso.

A classificação da camisa verde permanece inalterada com Thor Hushovd liderando. Nas equipes a Caisse d’Epargne assume o dorsal amarelo.

O líder de montanhas agora é Charteau (BBox) e o jovem ainda é, evidentemente, Andy Schleck.

Anúncios

35 respostas para Tour de France 2010 – Resultados Etapa 9

  1. MARCIONE KRAI disse:

    …schlekinho também não tinha ganho uma etapa de montanha do tour, pode surpreender no crono também…

  2. ricardo disse:

    O Contador parece estar preferindo comer pelas beiradinhas…

  3. Pedro (Barcellos Sports) disse:

    Bem em entrevista o Schleck disse que queria descer a rampa do TT com a amarela.. Acho que isso será feito.. é sem dúvida motivante só que a 40s ???!!

    Não entendi o Schleck embalando o pessoal ao final da etapa.. o que ele tava querendo fazer?? Pior ainda foi o Contador que poderia ter se aproveitado disso e pegado a roda do Sanchez, Cunego, Morreau.. e tirado 2s…

    Contador só ataca se ver Schleck vomitando.. na minha opinião rsrsr! Caso contrário vai esperar o TT.. quem vai querer aumentar a distancia é justamente o Saxo..

    • Zaka disse:

      Parece que rolou um “acorde de cavalheiros” entre os dois pra garantir uma descida tranquila (dentro do possível de uma corrida) e garantir a diferença dos dois para os demais aspirantes (são as conversas de bastidores que surgiram depois do final da etapa).

      • Pedro (Barcellos Sports) disse:

        ahhhhhh… Agora sim…!! Santa ética ciclística!!!!

      • vander disse:

        Percebi isso durante a corrida.
        E era a única justificativa para revezarem.
        Durante a descida, na hora do Contador puxar, ele estava sem pedalar, só no embalo, o Schlekinho empurrou ele um bocado para que o mesmo continuasse a frente, “puxando”.
        O que me chamou a atenção foi a Caisse d’Epargne lider por times.
        Não havia necessidade do desgaste final em um sprint, para tirar 2 segundos, a meu ver.
        Vejo que tudo correu e está correndo como o Contador quer.
        O Andy Panda, ops, Schleck deve estar com o * trancado pensando o q irá fazer para melhorar o Cri durante o Tour. rs.rs.

        Só vou torcer para que o MiquiJegue não torcer – nem pela tv – para o Contador.

        Vááá Pistoleiro!!

  4. Juca disse:

    Eu não arriscaria assim igual o Contador está fazendo, 40s pode ser muito tempo, lembra do caso Evans vs Sastre?

  5. Concordo com tudo o que o Zaka falou. E vou um pouco além: acho que até 3 minutos o Contador tira do Andy no CRI final.

    Mas que tá bacana ver o Andy atacando e se comportando, finalmente, como um dos favoritos, isso tá! Imaginem a coisa ficando assim até o fim, com o Contador ganhando só no CRI: já seria um puta sucesso do Andy, afinal ele teria sido o vencedor nas montanhas, coisa que até agora ninguém conseguiu contra o “pistolero”.

    Ainda acho que o Contador leva até com alguma folga. E creio que ele atacará antes do CRI, nas montanhas mesmo. Mas com esse Andy mostrando tanta vontade, quem sabe?

    P.S.: E ainda pode ter a “maldição do maillot jaune”, né? Podem ver: todo mundo que vestiu a amarela quebrou na etapa seguinte. Será que amanhã acontecerá o mesmo com o Andy?

  6. fabio_bsb disse:

    E a Liquigas, o que vocês acham?
    Dos times, para mim a maior decepção até o momento juntamente com RadioShack, esperava-se muito dos “guris” de verde.

    • Zaka disse:

      Eu não esperava um desempenho igual ao do Giro. Lá sim eles foram com tudo. A RS é a decepção pra mim. Agora a briga vai ficar entre a Astana e a Saxo Bank.

    • Fernando Blanco disse:

      Eu também não esperava muito da Liquigas. Achei o Giro fraco (sim, eu sei que sou a exceção, pois a maioria gostou muito) e a vitória do Basso e o show que a equipe deu lá não deveriam ser parametro para o Tour. Mas acho que o Kreuziger ainda poderá surprender (ganhando uma etapa, ficando no top 10, etc).

  7. fabio_bsb disse:

    Quanto ao desempenho do Cadel Evans, foi afetado pelo cotovelo quebrado no tombo de domingo.

  8. Alberto Mussatto disse:

    Se o Andreas Klöden ver esse vídeo, só olhar para a TV, eu acho que ele se atira da janela e se mata… http://www.youtube.com/watch?v=_eOzIvWa9Gk

    A essas horas o Klöden deve estar dormindo de conchinha… hahahahah

  9. Fernando Blanco disse:

    Que etapa, que Tour!! Tivemos ataques na subida, verdadeiros contra-relógios na descida/plano!

    Se o Andy Schleck fosse jogador de futebol jogaria no Santos, pois fez um ciclismo “muléque”, sensacional, não tomando conhecimento do Grande Contador, atacando-o sem piedade. Mas o espanhol aguentou firme e aí o Andy preferiu segurar a onda (ou o chefe Riis mandou), pois mesmo abrindo alguns segundos na subida o Contador ainda teria quase 40 km para ir buscá-lo.

    Destaque positivo: Samuel Sanchez! Como não tem a explosão na subidas, como Andy e Contador, ficou para trás, mas manteve a diferença de 20 seg até o final da subida e só perdeu algum terreno no final mesmo (e eram 2 contra 1). Poderá dar trabalho se conseguir tirar proveito da rivalidade dos outros dois.

    Destaque emoção: o sofrimento do Cadel, o choro compulsivo, o apoio do equipier Morabito (?), triste e bonito. Acho que não foi um simples “jour sans”, pois a expressão de sofrimento não era usual.

    Destaque “patron”: achei o Contador muito metido, sempre fazendo caras e gestos para o Andy puxar. Fiquei com a nítida impressão que estava sofrendo para ficar na roda do “muléque” e queria impressionar.

    E como disse outro dia, este Contador está com um jeitão de Indurain…administra nas subidas para bater duro no CRI.

    E já que escrevi muito mesmo… vale lembrar que o Andy Schleck precisa abrir tempo de muita gente por conta do CRI final, i.e. ele não tinha outra opção, senão atacar e seguir puxando, mesmo levando o Contador junto.

  10. Cebo disse:

    Cadel correu com o cotovelo quebrado. Depois da luta no Giro correndo doente e da luta no Tour correndo com fortes dores torço cada vez mais pelo Cadel Cicarevens.

  11. Facchini disse:

    1 – Cadel, ombro ou cotovelo quebrado, não avisou antes pra não ser atacado muito cedo, tá fora da briga. Pena torcia por ele, acho ele guerreiro.

    2 – Andy, e Contador não claramente os dois ciclistas a correr pela amarela. Andy parece estar em melhor fase nas montanhas, porém há de se ponderar o seguinte

    2.1 – Contador é superior no ITT, acreditam os especialistas que ele será capaz de botar (ou tirar) 3 minutos no Andy no 50km do ITT final.
    2.2 – Ano passado alegam os fãs que Contador era superior também na subidas, porém ano passado, os ataques nas subidas vieram muitas vezes da dupla de Schlecks da Saxo Bank, e que por muitas vezes Contador se defendeu como vem fazendo agora. E que mais próximo do final do TDF Contador atacou e ganhou também na montanha.
    2.3 – Contador tem como característica dele uma ótima recuperação muscular. O que explica, ele estar se defendendo agora, pra normalmente atacar mais pro final do TDF, quando os outros atletas estão mais desgastados.
    2.4 – Hoje a etapa não acabava em subida, Andy atacou, Contador se defendeu, ok. Quando os dois viram que tirar 15 segundos na subida, pra descer 18km, e andar mais 13km no plano, não ia adiantar nada, foram “cavalheiros” e se ajudaram a buscar a fuga.

    Pelo que vemos, não há adversários para os dois nesse TDF (em situações normais).

    Será que alguém tentará algum ataque doido?

  12. Facchini disse:

    Alguém sabe como abreviam o nome da BBox?

    Achei que era BBX, mas hoje vi diferente na fuga…

    • vander disse:

      o nome já é uma sigla.
      rs
      não sei não

    • Fernando Blanco disse:

      Oi Facchini, a sua curiosidade estimulou a minha (como não curto as equipes francesas, nunca dei bola para o nome BBOX).
      Fui atrás e descobri que é uma marca para os serviços de internet da Bouygues Telecom. Antes eles usavam apenas o nome da empresa, mas este ano resolveram destacar o nome do serviço mesmo. Estratégia de marketing.

    • vander disse:

      Não vi como é, mas tb não cheguei a procurar.
      Mas, seguindo o pouco que conheço de regra ortográfica “acredito” que ficaria: BBT ou BOT

  13. Viley disse:

    Concordo com o Facchini…
    acho infelizmente não tem mais adversários pro andy e contador…
    torcia pro armstrong, frank schleck e cadel evans tb chegarem bem na segunda metade do tour…daí sim, seriam um verdadeiro show as etapas 14 a 17…
    mas como os cristãos dizem…o futuro a god pertence 😛
    vamos esperar que alguém nos surpreenda aí pra frente

  14. Fernando Blanco disse:

    Perguntas:

    1. Alguém saberia explicar que anda melhor nos Pirineus, se o Contador ou o Schleckinho? Confesso que não sei, nem parei para pesquisar.

    2. É impressão minha ou as equipes estão, em geral, incapazes de controlar este Tour? Salvo a Astana, que tem o Daniel Navarro desequilibrando, acho que está tudo uma mediocridades só.

  15. Frederico de Oliveira e Souza disse:

    é muito bonito ver veteranos como lance, moreau, voigt e outros ainda em alto nível no pelotão…e outros nem tanto como voeckler, basso, cunego e samu sanchez….são a inspiração dos mais novos que dominam a geral atualmente.

    o capacete dourado catlike de campeão olímpico do sanchez é show !

    • Facchini disse:

      Euskaltel é show 😉

    • Fernando Blanco disse:

      Valeu, Frederico, concordo 1.000%.

      No Brasil, pelo menos aqui em SP, a relação entre Elite e Veteranos é uma tristeza. Uns desprezam os outros (Elites duros acham os Veteranos uns inúteis e os Veteranos “bem de vida” desfilam suas máquinas sem se preocupar em dividir o que aprenderam com os mais novos).

  16. FABIO GUZZI disse:

    O EVANS CHEGOU PODRE NO FINAL , EU TINHA ELE COMO SÉRIO CANDIDATO MAIS HOJE ESTÁ FORA DO PARÊO .

    E VER O CADEL EVANS SOFRER SOZINHO SEM EQUIPE FOI TRISTE , ONDE ESTAVA SUA EQUIPE ?

    • Cotovelo quebrado, cara. Não tinha equipe que desse jeito. Ele podia ter Andy e Contador como gregários, que teria sobrado do mesmo jeito.

      Quando li que ele correu quebrado SEM AVISAR nenhum outro competidor (NEM MESMO OS COMPANHEIROS!!!), fiquei ainda mais fã do cara.

      É um monstro!

    • Facchini disse:

      CADEL EVANS COMPETIU NA ETAPA DE HOJE COM O COTOVELO QUEBRADO! 😉

  17. Juca disse:

    Esse está acostumado a sofrer deste os tempos na terra! Um grande exemplo!

  18. David_biker disse:

    Americano não, mas, tem uma americana que está se dando muito bem e rindo a toa nesse TDF!
    “A Specialized”