Quem é o halterofilista?

19/julho/2010

Anúncios

Tour de France 2010 – Vídeos Etapa 15

19/julho/2010

Gerard Vroomen

19/julho/2010

Esse senhor é um dos fundadores da Cervélo.

Sua frase de hoje, em tradução livre:

Contador teve uma grande chance de vencer, mas perdeu a chance de uma grande vitória.

Lembrando que ele não tem nada a ver com a discussão do dia, mas é a opinião de alguém que vive o dia-a-dia do Tour de France.


Tour de France 2010 – Resultados Etapa 15

19/julho/2010

Novamente esperar o vídeo antes de comentar. 

1 Thomas Voeckler (Fra) Bbox Bouygues Telecom 4:44:52
2 Alessandro Ballan (Ita) BMC Racing Team 0:01:20
3 Aitor Perez Arrieta (Spa) Footon-Servetto
4 Lloyd Mondory (Fra) AG2R La Mondiale 0:02:50
5 Luke Roberts (Aus) Team Milram
6 Francesco Reda (Ita) Quick Step
7 Alberto Contador Velasco (Spa) Astana
8 Samuel Sánchez Gonzalez (Spa) Euskaltel – Euskadi
9 Denis Menchov (Rus) Rabobank
10 Brian Vandborg (Den) Liquigas-Doimo

Geral

1 Alberto Contador Velasco (Spa) Astana 72:50:42
2 Andy Schleck (Lux) Team Saxo Bank 0:00:08
3 Samuel Sánchez Gonzalez (Spa) Euskaltel – Euskadi 0:02:00
4 Denis Menchov (Rus) Rabobank 0:02:13
5 Jurgen Van Den Broeck (Bel) Omega Pharma-Lotto 0:03:39
6 Robert Gesink (Ned) Rabobank 0:05:01
7 Levi Leipheimer (USA) Team Radioshack 0:05:25
8 Joaquin Rodriguez (Spa) Team Katusha 0:05:45
9 Alexander Vinokourov (Kaz) Astana 0:07:12
10 Ryder Hesjedal (Can) Garmin – Transitions 0:07:51


Schleck, Contador e o contrarrelógio

19/julho/2010

Todos dizem (eu inclusive) que a diferença de 31 segundos entre Andy Schleck e Alberto Contador não é suficiente para que o luxemburguês mantenha a camisa amarela após o contrarrelógio de sábado (52Km).

Porém, vamos analisar dois exemplos que contrariam a lógica:

Tour 2008

Carlos Sastre manteve a vantagem de 1’34” sobre Cadel Evans antes do contrarrelógio. Evans só conseguiu descontar 32″ e não ganhou a prova.
Foi um resultado sensacional para Sastre (basicamente ele tratou de manter suas pernas descansadas o suficiente para a etapa decisiva).

Tour 1989

Greg LeMond tirou 58″ com relação a Laurent Fignon e ganhou a prova por 8″. A menor diferença de todos os tempos. Na época ninguém apostaria no americano.

No ano passado Contador ganhou a etapa em torno do lago Annecy (CR de 40Km). Porém, este ano ele foi “apenas” o 6o. no Prólogo e no longo CR da Dauphiné foi também “apenas” o 6o., perdendo tempo para Brajkovic, Gaderen, Boasson Hagen… será que ele está tão rápido assim?

Seguindo ainda o exemplo do Tour de 1989, vamos nos lembrar que Fignon cumprimentou LeMond no SÁBADO, parabenizando-o pelo seu 2o. lugar na prova (ao acabar a penúltima etapa com 50″ de vantagem) e das palavras de LeMond: “nada é impossível se eu tiver um bom dia e ele um dia ruim”.

Por isso, não devemos esquecer que a prova só termina em Paris, mesmo sendo o domingo uma etapa festiva.


Mauro Ribeiro e o Tour de France

19/julho/2010

O estagiário atravessou a corrente. Mauro Ribeiro venceu a 9a. Etapa que foi disputada no dia 14 de julho. No dia 19 a etapa foi vencida pelo Diabo Chiappucci.