Campeonatos nacionais de ciclismo 2010

27/junho/2010

Vários campeonatos nesse final de semana.

Brasil
Estrada masculino – Murilo Fischer (Garmin-Transitions)
CR Masculino – Luis Tavares Amorin
Estrada feminino – Janildes Fernandes
CR feminino – Débora Cristina Gerhard
Estrada Sub23 – Tiago Justo (Scott)
CR Sub23 – Tiago Nardin

Portugal
Estrada masculino – Rui Souza (Barbot)
CR masculino – Rui Costa (Caisse d’Epargne)
Estrada sub23 – Marco Coelho

Argentina
Estrada masculino –
CR masculino – Matias Medici (Scott)

Áustria
Estrada Masculino – Harald Starzengruber (Team Tyrol)

Bielorrússia
Estrada masculino –  Aleksandr Kuschynski (Liquigas)
CR Masculino – Branislau Samoilau

Bélgica
Estrada masculino – Stijn Devolder (Quick Step)

Bulgária
Estrada masculino – Danail Petrov

Canadá
Estrada masculino – Will Routley (Jelly Belly)
CR masculino – Svein Tuft (Garmin-Transitions)

Costa Rica
CR masculino – Jose Bonilla

Croácia
Estrada masculino – Radoslav Rogina
CR masculino – Matija Kvasina

República Checa
Estrada masculino – Petr Bencik (PSK)
CR masculino – Frantisek Rabon (HTC Columbia)

Dinamarca
Estrada masculino – Nicki Sörensen (Saxo Bank)
CR masculino – Jakob Fuglsang (Saxo Bank)

Estônia
Estrada masculino – Kalle Kriit
CR masculino – Tanel Kangert

Esbórnia
Estrada masculino – Maestro Plestkay
CR masculino – Kraunus Sang

Finlândia
Estrada masculino – Jussi Veikkanen

França
Estrada masculino – Thomas Voeckler (Bbox)
CR masculino – Nicolas Vogondy (Bbox)
CR feminino – Jeannie Longo

Alemanha
Estrada masculino – Christian Knees (Milram)
CR masculino – Tony Martin (HTC Columbia)

Inglaterra
Estrada masculino – Geraint Thomas (Sky)

Hungria
Estrada masculino – Peter Kusztor
CR masculino – Peter Kusztor

Irlanda
Estrada masculino – Matthew Brammeier
CR masculino – David McCann

Israel
Estrada masculino – Niv Libner
CR masculino – Eyal Rahat

Itália
Estrada masculino – Giovanni Visconti (ISD)
CR masculino – Marco Pinotti (HTC Columbia)

Japão
Estrada masculino – Takashi Miyazawa
CR masculino – Shinichi Fukushima

Cazaquistão
Estrada masculino – Maxim Gourov (Astana)
CR masculino – Andrey Mizourov (Tabriz)

Lituânia
Estrada masculino – Vytautas Kaupas
CR masculino – Ignastas Konovalovas

Luxemburgo
Estrada masculino – Frank Schleck (Saxo Bank)
CR masculino – Andy Schleck (Saxo Bank)

Moldóvia
Estrada masculino – Alexandre Pliuschin

Holanda
Estrada masculino – Niki Terpstra (Milram)
CR masculino – Jos van Emden (Rabobank)

Noruega
Estrada masculino – Thor Hushovd (Cervélo)
CR masculino – Edvald Boasson Hagen (Sky)

Polônia
Estrada masculino – Jacek Morajko (Mroz)
CR masculino – Jaroslaw Marycz (Saxo Bank)

Romênia
Estrada masculino – Andrei Nechita
CR masculino – George Anghelache

Rússia
Estrada masculino – Alexandr Kolobnev (Katusha)
CR masculino – Vladimir Gusev (Katusha)

Eslováquia
Estrada masculino – Jakub Novak (Bratislava)
CR masculino – Martin Velits (HTC Columbia)

Eslovênia
Estrada masculino – Gorazd Stangelj
CR masculino – Gregor Gazvoda

Espanha
Estrada masculino – Jose Ivan Gutierrez (Caisse d’Epargne)
CR masculino – Luis Leon Sanchez (Caisse d’Epargne)

Suécia
Estrada masculino – Michael Stevenson
CR masculino – Gustav Larsson (Saxo Bank)

Suíça
Estrada masculino – Martin Elmiger (AG2R)
CR masculino – Rubens Bertogliati (Androni)

Ucrânia
Estrada masculino – Vitaliy Popkov
CR masculino – Vitaliy Popkov

Anúncios

Campeonatos Nacionais 2010

22/junho/2010

Provas da Elite Masculina (sempre sujeito a alguma alteração – difícil manter um calendário desse porte atualizado).

23/06
CR para Holanda, Suécia, Suíça.

24/06
CR para Espanha, Rússia, França, Irlanda, República Checa, Polônia, Portugal, Luxemburgo, Noruega, Dinamarca, Hungira e Eslováquia.

25/06
Estrada para Suécia e Lituânia. CR para Romênia, Turquia, Moldovia, Grécia, Sérvia, Croácia, Canadá, Eslovênia, Alemanha e Israel.

26/06
Estrada para Itália e Israel. CR para Brasil, Jamaica, Costa Rica e Venezuela.

27/07
Estrada para Bélgica, Alemanha, Espanha, Inglaterra, Rússia, Holanda, França, Áustria, Irlanda, República Checa, Ucrânia, Polônia, Bielorrúsia, Cazaquistão, Portugal, Luxemburgo, Eslovênia, Noruega, Suíça, Dinamarca, Jamaica, Romênia, Turquia, Moldovia, Grécia, Sérvia, Costa Rica, Uzbequistão, Hungria, Bulgária, Finlândia, Brasil, Croácia, Japão, Venezuela, Eslováquia, Estônia, Canadá.
CR para Itália e Lituânia.

Meu compromisso: criar uma tabela com os campeões nacionais na próxima semana.


O Dia em que a Terra parou

21/junho/2010

20 de Junho de 2010, esse é o dia: Frank Schleck ganha uma prova por etapas de prestígio graças as suas habilidades como…. contrarrelogista!

Entre corredores que foram até a Suíça “apenas” para preparar o Tour e correr sem muito sacrifício e comprometimento, entre uma prova com reduzido número de montanhas (como tem sido nos últimos anos para beneficar Fabian Cancellara), Frank Schleck conseguiu ontem um resultado memorável.

Terminando uma prova contra ele mesmo a apenas 5 segundos de Lance Armstrong e a 22 de Kloden, conseguiu recuperar o tempo perdido para Rigoberto Urán (que acabou me decepcionando, terminando 42′ atrás do Schleck mais velho) e acabar em primeiro na geral.

Frank Schleck é um bom corredor. Diria que mais do que bom, é um sujeito acima da média, mas sempre, assim como o pequeno Schleck, faz feio na prova individual.

Fazia.

Há quem diga que Bobby Julich, ex-companheiro de equipe, tem treinado a técnica e a aerodinâmica dos irmãos para que eles não percam mais o tempo ganho nas montanhas. E cá pra nós: ser ruim no CR é sinônimo do lugar mais baixo do pódio.

Em vista dos resultados obtidos ontem, nota-se que algum tipo de avanço Frank conseguiu. Não vai ser campeão mundial, mas melhorou bastante.


Tour de Suisse – Etapa 7

18/junho/2010

Pelo jeito que o pessoal chegou (como diria o ex-governador do RS) espraiado, deve ter sido uma etapa divertida.

1 Marcus Burghardt (Ger) BMC Racing Team 4:52:02  
2 Oscar Freire Gomez (Spa) Rabobank 0:01:01  
3 Greg Van Avermaet (Bel) Omega Pharma-Lotto    
4 Manuel Quinziato (Ita) Liquigas-Doimo    
5 Luis Leòn Sánchez Gil (Spa) Caisse d’Epargne 0:01:08
6 Mathias Frank (Swi) BMC Racing Team    
7 Juan Antonio Flecha (Spa) Sky Professional Cycling Team 0:03:24  
8 Matti Breschel (Den) Team Saxo Bank 0:03:28  
9 Michal Golas (Pol) Vacansoleil Pro Cycling Team    
10 Jurgen Van De Walle (Bel) Quick Step    
11 Matthew Wilson (Aus) Garmin – Transitions    
12 Aliaksandr Kuchynski (Blr) Liquigas-Doimo    
13 Tom Leezer (Ned) Rabobank 0:03:32  
14 Sergey Lagutin (Uzb) Vacansoleil Pro Cycling Team 0:05:00

Geral
1 Robert Gesink (Ned) Rabobank 30:15:59  
2 Rigoberto Uran (Col) Caisse d’Epargne 0:00:29  
3 Steve Morabito (Swi) BMC Racing Team 0:00:36  
4 Fränk Schleck (Lux) Team Saxo Bank 0:00:38  
5 Joaquin Rodriguez Oliver (Spa) Team Katusha 0:00:42

Olho no colombiano que é bom no CR.


Tour de Suisse – Vídeo etapa 6

17/junho/2010

Que coisa mais sem graça esse asfalto suíço. Não tem buraco como queijo suíço, não tem emenda, não tem olho-de-gato, não tem tartaruga. Total falta de emoção.


Tour de Suisse – Etapa 6

17/junho/2010

Olha o tio testando as pernas.

1 Robert Gesink (Ned) Rabobank 6:20:53  
2 Rigoberto Uran (Col) Caisse d’Epargne 0:00:42  
3 Joaquin Rodriguez Oliver (Spa) Team Katusha    
4 Oliver Zaugg (Swi) Liquigas-Doimo    
5 Lance Armstrong (USA) Team Radioshack    
6 Matteo Carrara (Ita) Vacansoleil Pro Cycling Team    
7 Steve Morabito (Swi) BMC Racing Team    
8 Fränk Schleck (Lux) Team Saxo Bank    
9 Roman Kreuziger (Cze) Liquigas-Doimo    
10 Jakob Fuglsang (Den) Team Saxo Bank 0:01:20  
11 Andreas Klöden (Ger) Team Radioshack    
12 Andy Schleck (Lux) Team Saxo Bank

Geral
1 Robert Gesink (Ned) Rabobank 25:18:57  
2 Rigoberto Uran (Col) Caisse d’Epargne 0:00:29  
3 Steve Morabito (Swi) BMC Racing Team 0:00:36  
4 Fränk Schleck (Lux) Team Saxo Bank 0:00:38  
5 Joaquin Rodriguez Oliver (Spa) Team Katusha 0:00:42  
6 Matteo Carrara (Ita) Vacansoleil Pro Cycling Team 0:00:54  
7 Lance Armstrong (USA) Team Radioshack 0:00:55  
8 Oliver Zaugg (Swi) Liquigas-Doimo 0:01:01  
9 Jakob Fuglsang (Den) Team Saxo Bank 0:01:17  
10 Thomas Löfkvist (Swe) Sky Professional Cycling Team 0:01:38


Cavendish, o novo terror do pelotão?

17/junho/2010

Depois da quase tragédia de três dias atrás, ainda há quem defenda Cavendish com argumentos tão fracos quanto “foi ligeiramente da direita para a esquerda” ou “Haussler quebrou a roda do britânico“.

Pessoalmente eu vi (várias vezes) outra cena: Cavendish que não está tão bem esse ano e sua equipe que já não o deixa tão perto da linha vai em direção a Haussler para “fechar a porta” do alemão. A tragédia só não aconteceu por causa do tal capacete (assistam o vídeo em camêra lenta e observem a pancada no asfalt0).

Em antigas entrevistas Cavendish afirmou que só não se transformou num hooligan por causa do ciclismo. Baseado nisso, parece-me que volta e meia o monstrinho tenta sair.