A reputação de Cavendish

21/junho/2010

Tradução: Cavendish, o ladino do pelotão.

Ladino: em jogos de RPG significa “esperto, não muito honesto, rápido e astuto em situações em que sempre tenta ganhar” (essa eu tive que procurar).

Ser chamado de “não muito honesto” (ou seria um pouco desonesto?) é uma das piores ofensas que posso imaginar.

Anúncios

Cavendish, o novo terror do pelotão?

17/junho/2010

Depois da quase tragédia de três dias atrás, ainda há quem defenda Cavendish com argumentos tão fracos quanto “foi ligeiramente da direita para a esquerda” ou “Haussler quebrou a roda do britânico“.

Pessoalmente eu vi (várias vezes) outra cena: Cavendish que não está tão bem esse ano e sua equipe que já não o deixa tão perto da linha vai em direção a Haussler para “fechar a porta” do alemão. A tragédia só não aconteceu por causa do tal capacete (assistam o vídeo em camêra lenta e observem a pancada no asfalt0).

Em antigas entrevistas Cavendish afirmou que só não se transformou num hooligan por causa do ciclismo. Baseado nisso, parece-me que volta e meia o monstrinho tenta sair.


Sapatos novos

19/maio/2010

Deve ter algum dispositivo pra não acontecer mais isso:


Cavendish, fora!

30/abril/2010

A equipe HTC-Columbia mandou para casa hoje à tarde Mark Cavendish devido ao seu gesto obceno na chegada de ontem (“corte de mangas” como dizem os espanhóis – aprendi mais uma).

O corredor já havia sido multado pelo júri da prova em 6.000 francos suíços (4.071 euros), mas isso não bastou para a direção da equipe.

Além de ir para o chuveiro mais cedo, Cavendish perdeu também o prêmio oferecido pela organização devido a sua vitória. Assim, o $$$ vai para a entidade Right to Play que atua em 25 países auxiliando crianças carentes.

Então é assim Cav: hay que endurecerse, pero sin perder la ternura jamás.


Cenas que não veremos mais

22/abril/2010

Giro d’Italia 2008: Cavendish entrega a vitória para seu lançador Greipel. Isso nos tempos em que eles eram apenas bons amigos.

Isso já era. Hoje em dia eles já não compartilham a mesma estrada.

Greipel ficou magoadinho quando não foi convocado para a Milano-San Remo desse ano, falando por aí que estava em ótima forma e não entendia por quê levaram Cavendish, que não tinha a menor chance de vitória.

“Nunca voltarei a dividir uma corrida com ele”.

“Inclusive, em má forma, sou melhor corredor que ele”.

“Não me agradaram os seus comentários. Se ele acha que tem chances de vitória, deve dizer antes da prova, e não olhando apenas os resultados”.

“Seu eu quisesse apenas vitórias, não correria apenas provas ProTour. Se quisesse ter pequenas vitórias de merda, correria então pequenas corridas de merda”.

Não é invenção minha. Foi publicado no The Guardian.


Os dentes de Cavendish

19/abril/2010

Vejam bem o que foi publicado no Cyclingnews (faz parte de uma entrevista com Cavendish onde ele fala sobre fama, suas poucas vitórias no ano – uma – o atrito com o Gorilla e outras coisas mais):

He revealed that his well publicized dental problems had come after he defied medical orders and returned to training too soon after having work done to straighten his teeth in Paraguay.

Em tradução livre:

Revelou que seus problemas dentários vieram à tona depois que ele contrariou as ordens do dentista e voltou a treinar muito cedo, após fazer um trabalho para endireitá-los no PARAGUAI.

Com essa “me sartô os butiá do borso”, como diriam lá em Saint Joseph of Absentees.

PARAGUAI????


Mark Cavendish

28/março/2010

É ilusão de ótica ou o Dentes Podres está usando aparelho nos dentes?

Explicado o seu desempenho abaixo da média nesse início de temporada: deve estar passando fome 😀