Freire x Valverde

07/abril/2010

O amigo e leitor Rodrigo Fieira Santos alertou e eu fui dar uma pesquisada.

Por esses dias anda a ser disputada a Vuelta al País Vasco (enquanto as melhores acontecem na Bélgica – vide Ronde e Scheldeprijs).

Pois bem. Na primeira etapa Freire venceu e Valverde fez segundo, disputando um sprint. Valverde entrou com um recurso (aliás, já estava reclamando antes de cruzar a linha), inconformado com o fato de Freire ter espetado ele contra a lateral da rua.

Assistindo a esse vídeo na EITB isso fato fica claro. Freire foi constantemente para a esquerda (dele), fechando a porta. Alega em sua defesa que o vento era muito forte e ele fez isso pra conseguir ser mais rápido.

A outra coisa que fica bem clara, é que, com cerca ou sem cerca, Valverde não conseguiria ultrapassá-lo, ele estava mais de uma bicicleta atrás, era possível desviar e ganhar, claro, SE houvesse distância suficiente (quando eles saltaram para o sprint faltavam, não sei precisar direito, mas algo em torno de 50 metros, um pouco mais ou menos).

Mas os juízes não entenderam assim: não é permitido mudar a trajetória durante um sprint e regras são regras. Valverde subiu ao pódio com uma cara de tacho para receber aquela boina ridícula gigante (alguém saberia me explicar a origem dela?).

Anúncios

Novas vitórias, velhas figuras

09/fevereiro/2010

Novas vitórias de veteranos que há muito estavam de jejum.

Alessandro Petacchi, GP Costa degli Etruschi

Oscar “Farrapeiro” Freire, Tour de Mallorca

Robbie McEwen, Tour de Mallorca


Oscar Freire

26/janeiro/2010

Em início de temporada:

freire1

O farrapeiro:

freire2

Um zoom para ver melhor:

freire3


Óscar Freire e uma declaração inteligente

26/setembro/2008

O espanhol três vezes campeão do mundo e um dos 3 mais cotados a vencer a prova de domingos (segundo o Unibet.com) fez hoje uma declaração fantástica:

“O mais importante do circuito será o estado das pernas”.

Ah tá. Quer dizer então que bicicletas são movidas pela força das pernas?

Às vezes eu confundo declarações de ciclistas com declarações de jogadores de futebol. Só faltou o “graças a Deus, estamos bem preparados…”